Quem sofre de enxaqueca corre risco maior de ter outro grave problema de saúde

enxaqueca com aura 1400x800 0217
Sebastian Kaulitzki/shutterstock

Dores intensas e latejantes em um dos lados da cabeça, náuseas e sensibilidade excessiva a som e luz são alguns dos sintomas mais óbvios de uma crise de enxaqueca, condição neurológica que deixa mais de 90% dos pacientes debilitados e incapacitados de realizar suas atividades normais.

A enxaqueca afeta uma em cada 10 pessoas, é mais frequentemente entre mulheres e, além dos incômodos mais comuns, ainda pode estar relacionada a um aumento no risco de outros problemas mais sérios de saúde, como doenças cardiovasculares, ataque cardíaco e acidente vascular cerebral (AVC).

Qual a relação entre enxaqueca e AVC

enxaqueca dor cabeca 0917 1400x800
puhhha/shutterstock

Estudos científicos indicam que pessoas que sofrem de enxaqueca apresentam até 50% maior risco de doença cardiovascular, especialmente quem convive com enxaqueca com aura, caracterizadas por dores de cabeça acompanhadas ou seguidas por flashes de luz, pontos cegos ou formigamento nas mãos ou nos pés.

A enxaqueca pode levar a acidente vascular cerebral porque pode alterar a função dos vasos sanguíneos e aumentar o risco de coágulos de sangue e fatores de risco vascular.

Quando a enxaqueca exige atenção extra

dor cabeca avc 0117 1400x80
chombosan/Shutterstock

Segundo Sérgio Tadeu Fernandes, médico do Instituto Brasileiro Integrado de Neurociências (iBrain), o primeiro sinal a ser notado é uma dor de cabeça muito forte, aguda, que começa de repente.

A segunda característica é a dor que muda de padrão: alterações na intensidade e frequência das crises de enxaqueca devem ser levadas a um especialista o quanto antes, pois podem indicar um quadro de AVC.

É preciso ainda que o paciente fique atento a outros sintomas que acompanham as dores de enxaqueca e que podem estar relacionados ao AVC, como sonolência, desmaio, alterações de comportamento, paralisação de um dos lados do corpo ou do rosto, perda da capacidade da fala, entre outros. Nesses casos, a pessoa deve ser levada imediatamente ao pronto-socorro.

Como acabar com a dor de cabeça