mulher

Linguiça, presunto e bacon podem elevar risco de câncer de mama em 21%, diz estudo

carnes embutidos 0418 1400x800
Igor Dutina/Shutterstock

A incidência de câncer de mama pode estar relacionada ao consumo de carnes processadas e outros embutidos, como bacon, salsichas, presunto e linguiças.

O dado é de um estudo publicado na revista científica European Journal of Cancer e mostra que apenas duas salsichas ao dia já podem aumentar os riscos de desenvolver a doença em 21% e que as as mulheres pós-menopausa são as mais vulneráveis.

Bacon e salsicha pode aumentar risco de câncer

cancer mama 54256366
Sebastian Kaulitzki/Shutterstock

Para investigar os efeitos das carnes processadas, cientistas da Universidade de Glasgow, na Escócia, acompanharam durante 7 anos mais de 262 mil mulheres britânicas entre 40 e 69 anos. Desse grupo, 4.819 dos indivíduos desenvolveram câncer de mama.

O consumo diário de cerca de 9 gramas de carnes processadas (aproximadamente 2 salsichas) foi suficiente para aumentar as chances de ter câncer de mama em até 21%, se comparado com as mulheres que não consumiram esse tipo de alimento.

De acordo com a análise, isso se dá, principalmente, aos altos conteúdos de ferro e hormônios artificiais que os animais receberam durante a sua criação, como o estrogênio.

linguica crua cozinha 082016 1400x800
Robyn Mackenzie/Shutterstock

Mulheres na menopausa correm maior risco

Para ter uma visão mais ampla dos resultados, os cientistas compararam esses achados com os de outras 10 pesquisas de câncer de mama, totalizando a análise de mais de 40 mil casos do tumor em 1.65 milhões de mulheres.

Eles identificaram que, quando se trata de consumo de embutidos, o risco é maior para mulheres na menopausa.

O consumo deste tipo de alimento elevou a chance de se desenvolver o tumor em 6%. Mas, comparado com as demais mulheres, as que estavam em pós-menopausa apresentaram até 9% mais probabilidade de ter a doença.

Carne vermelha não é fator de risco, segundo estudo

carne vermelha churrasco 0917 1400x800
Vlasov Yevhenii/shutterstock

Outra dúvida dos pesquisadores era quanto à relação entre consumo de carne vermelha e o câncer de mama, um fator há tempos apontado como de risco para a doença.

No entanto, eles concluíram que este tipo de alimento não demonstrou qualquer associação com a probabilidade de se ter o tumor.

Câncer de mama: