mulher

Tosse por mais de 3 semanas é sinal seríssimo que requer ida imediata ao médico

pulmao adoecido 0318 1400x800
Nerthuz/Shutterstock

Se você está sofrendo de crise de tosse seca há 3 semanas, fique atento. O sintoma é muito comum em casos de tuberculose e merece atenção. De acordo com o Ministério da Saúde, só em 2017 mais de 69 mil novos casos de tuberculose foram registrados no Brasil. O número é inferior ao de 2016, no entanto ainda merece atenção.

Tosse persistente pode ser sinal de tuberculose

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões. No Brasil, ela ainda é um problema de saúde pública com forte relação com as diferenças sociais e, a cada ano, é motivo de cerca de 4,5 mil mortes.

Sua transmissão ocorre através das vias aéreas. Ao falar, espirrar e principalmente tossir, a pessoa com tuberculose lança ao ar partículas em forma de aerossóis que contém os bacilos da doença.

Calcula-se que um indivíduo possa infectar, em média, de 10 a 15 pessoas. E, embora o risco de adoecimento seja maior nos primeiros dois anos, uma vez infectada a pessoa pode adoecer em qualquer momento de sua vida.

Por isso, é importante estar atento aos sintomas como:

  • Tosse seca ou produtiva por três semanas
  • Febre vespertina
  • Sudorese noturna
  • Emagrecimento
  • Cansaço/fadiga
bacilos tuberculose 0318 1400x800
Kateryna Kon/Shutterstock

Apesar de assustar, a tuberculose tem cura e tratamento que dura no mínimo seis meses e é disponibilizado gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

É necessário obedecer aos princípios básicos da terapia medicamentosa que consistem na ingestão diária dos medicamentos da tuberculose sob a supervisão de um profissional da equipe de saúde.

Já nas primeiras semanas o paciente se sente muito melhor e, por isso, ele precisa da orientação médica de que o tratamento deve ser realizado até o final independente da amenização dos sintomas.

Apesar de existir tratamento, o mais indicado é a prevenção. Ainda durante a infância, o Ministério da Saúde aconselha a vacinação BCG, oferecida gratuitamente no SUS. Além disso é importante identificar a infecção latente de tuberculose, que ocorre no convívio com pessoas infectadas. Neste caso, é necessário combater o bacilo para prevenir o possível adoecimento.

Tuberculose