mulher

Doença crônica de Lady Gaga: o que sente o paciente e por que não consegue trabalhar

Lady Gaga cancelou 10 shows de sua turnê em decorrência da fibromialgia, doença crônica e sem cura com a qual convive há anos e que causa fortes dores no corpo. A cantora passaria por países da Europa apresentando o show "Joanne".

Está não é a primeira vez que a cantora tem que se ausentar dos palcos por causa da condição. Em 2017, Lady Gaga frustrou os fãs brasileiros que a esperavam para o Rock in Rio ao informar que não conseguiria comparecer ao show.

Lady Gaga cancela shows por causa de doença

O pronunciamento foi publicado pela equipe da cantora em sua conta oficial no Instagram no primeiro final de semana de fevereiro. 

"Noite passada, com forte apoio da equipe médica, Lady Gaga tomou a difícil decisão de imediatamente sair da estrada. Ela sente muito e está profundamente triste de não poder se apresentar aos fãs europeus, que aguardaram o show pacientemente", informou a equipe da cantora.

No mesmo post, Gaga afirmou que está realmente devastada e só está tomando essa decisão porque, caso não o faça, poderá ficar ainda mais doente no futuro.

O que é fibromialgia?

"A fibromialgia é desumana. É um castigo", resume Roberto Rached, fisiatra do Hospital das Clínicas de São Paulo, sobre o impacto da doença na vida dos pacientes.

A síndrome pode ser definida como o conjunto de sinais e sintomas com dor associada causada por uma “falha” no cérebro que o torna incapaz de diferenciar uma dor branda e passageira de algo intenso e doloroso. “Até mesmo uma picada de mosquito pode causar uma dor horrível”, exemplifica o médico.

Embora a “falha” seja cerebral, a dor nada tem a ver com psicológico. Ela é real, apenas as reações do corpo à ela é que são desproporcionais.

O quadro afeta principalmente as mulheres. De acordo com o especialista, apenas 1 homem a cada 10 mulheres desenvolve o risco de sofrer com as dores.

dor fibromialgia 0917 1400x800
pathdoc/Shutterstock

Sintomas

A dor intensa é o principal dos sintomas, mas não o único. Muitos pacientes são erroneamente diagnosticados com fibromialgia apenas por sentir dor no corpo todo, mas a doença não pode ser confundida apenas com a sensação de dor, pelo contrário.

Conforme manda os manuais médicos, para que um indivíduo seja diagnosticado como fibromialgia ele deve apresentar também:

  • Fadiga muscular
  • Mudanças de estado de humor
  • Alteração da memória recente
  • Intestino irritável
  • Alteração no paladar

O que sente o paciente durante uma crise?

Rached explica que, para um paciente com fibromialgia, qualquer dor é sentida com mais intensidade. Por exemplo, uma torcicolo que passaria após uma massagem e poucas horas pode durar dias em um paciente da doença.

Contudo, com o tempo, o próprio paciente aprende a criar táticas da lidar e suavizar as dores, como o uso de medicamentos ou o fortalecimento muscular e ósseo por meio de exercícios físicos para tornar o corpo mais resistente aos traumas.

É durante as crises, entretanto, que o paciente fica incapacitado, e elas podem surgir quando mesmo se espera. "A doença tem alguns gatilhos. Conseguimos identificar que alguns fenômenos, como estresse físico e emocional, podem desencadear uma crise. Ela começa de maneira bem lenta, bem calma. O paciente conta que está mais irritado, mais triste, com o intestino irritado e, de repente, está com o quadro todo."

mulher trabalho estresse 0716 1400x800
wavebreakmedia/shutterstock

Há relatos de pacientes que não conseguem nem mesmo ir ao banheiro ou comer sozinhos pois qualquer movimento pode causar grande sofrimento. Além do mais, todos os sintomas da doença ficam mais agravados durante uma crise, como a fadiga muscular, as alterações do humor, a ausência de paladar e os problemas de concentração e memória.

Doença compromete o trabalho

"A Lady Gaga tem toda razão para cancelar os shows", afirma Rached ao comentar o caso da cantora. Segundo ele, durante os momentos de crise, os pacientes sentem dores insuportáveis capazes de os deixarem de cama por dias, afetando qualquer tipo de trabalho - seja de um artista que se apresenta no palco ou de um funcionário de escritório que passa o dia sentado.

No caso de Lady Gaga, que é uma cantora e dançarina muito ativa em seus shows, seria impossível concluir uma apresentação sem se machucar ou sofrer dores insuportáveis, explica o médico.

"Qualquer caminhada pode trazer dor nas costas, joelhos e pode ser muito intensa. Além do mais, a fadiga também é muito grande, não sendo possível atravessar uma sala", afirma Rached. "Um advogado, por exemplo, não tem a menor condição de ir para o escritório ou uma audiência, do mesmo jeito que um perfomer não consegue se apresentar e dançar. A fibromialgia incapacita o individuo, inclusive nos momentos de lazer", explica. 

À medida que a doença vai tomando conta da rotina do paciente, ele se sente submisso às ordens de outros e de condições que saem do seu controle, como a própria doença. Não raro, os indivíduos com fibromialgia também sofrem com algum nível de depressão, o que também pode agravar as interações sociais e o ambiente de trabalho.

Recentemente, a atriz Dani Valente, conhecida por seus papel na série teen "Confissões de Adolescente", fez um depoimento corajoso relatando como a fibromialgia impactou sua vida.

Fibromialgia e dor crônica: