mulher

Médica dá dica simples para evitar cistite causada pelo sexo: toda mulher deve seguir

dor segurar xixi 1216 1400x800
Sabelskaya / Shutterstock

A cistite é a infecção e/ou inflamação na bexiga causada por bactérias que vivem no corpo, particularmente na região do intestino. Falsa impressão de que precisa fazer xixi constantemente, ardência ao fazer xixi, dor na região abdominal e até mesmo sangramento e febre são sintomas comuns da condição.

Apesar de não ser considerada uma doença sexualmente transmissível, a cistite pode estar relacionada ao ato sexual. Um hábito simples para evitar o problema e que toda mulher deveria adotar é fazer xixi logo após as relações íntimas.

Fazer xixi depois do sexo evita infecções

banheiro xixi constipacao 0817 1400x800
kryzhov/shutterstock

De acordo com a ginecologista Dra. Mariana Maldonado, urinar depois da relação sexual reduz os riscos de cistite por “lavar a uretra” de dentro para fora e evitar que pequenos possíveis traumas causados na região pelo atrito no sexo sirvam de porta de entrada para bactérias presentes na pele, na região da vagina e do ânus.

A médica explica que, quando se faz xixi imediatamente após a transa, a acidez da urina evita que as bactérias alcancem a uretra e causem a cistite.

vagina calca jeans 0717 1400x800
plenoy m/shutterstock

Além dos microtraumas, doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), doenças na bexiga e na próstata, pedras nos rins, diabetes descontrolada, desidratação e o mau hábito de segurar o xixi por muito tempo são outros fatores que podem desencadear infecções urinárias.

As infecções são menos comuns entre homens, já que a uretra deles é mais longa, o que dificulta a proliferação de bactérias, mas eles também podem adotar o mesmo procedimento de urinar depois do sexo para evitar o problema.

Urina indica problemas de saúde