mulher

Cardápio antissódio acaba com inchaço e previne doenças: o que incluir na alimentação

gordura barriga pneu 0916 1400x800
corbac40/Shutterstock

De acordo com Organização Mundial de Saúde (OMS), a quantidade segura e recomendada para a ingestão de sódio é de, no máximo, 2 gramas por dia. No Brasil, estima-se o consumo está bem acima do limite, variando entre 9 a 12 gramas diariamente.

Apesar de importante para o bom funcionamento do organismo por controlar a pressão arterial e o volume de sangue, o sódio em excesso pode provocar desequilíbrio quando não é liberado naturalmente pela urina. Retidas no organismo, a água e as toxinas provocam o inchaço e outros problemas de saúde.

Para fugir dos problemas causados pelo excesso, além de dosar a quantidade de sal colocado na comida e controlar o consumo de industrializados, é importante adotar um cardápio com alimentos que são capazes de estimular a eliminação dos excessos, ação que diminui a concentração no organismo e, portanto, evita os malefícios.

Dieta antissódio: alimentos permitidos

sal tempero cozinha 1017 1400x800
Daniel Taeger/shutterstock

Reduza ao máximo o uso de sal nas preparações e aposte em ervas, acompanhamentos ácidos e outros truques que turbinam o sabor dos pratos. Além disso, é possível ainda fazer em casa um sal de especiarias para reduzir o consumo de sódio nas refeições.

Couve, salsa e salsão estão entre as folhas verdes que mais contribuem para o combate à retenção de líquidos, além de promoverem diversos benefícios para a saúde. Os alimentos possuem efeito diurético e desincham a barriga imediatamente.

agua copo jarra 0112 1400x800
iStock

O consumo de cerca de 2 litros de água por dia é fundamental para o bom funcionamento do organismo e para reduzir a concentração de sódio no corpo. Beber água ao longo do dia, portanto, evita a retenção hídrica, o inchaço, além de problemas mais sérios, como aumento da pressão e quadros de cálculo renal.

Batata, abóbora e, claro, banana, são exemplos de alimentos ricos em potássio e, portanto, fundamentais para reduzir os níveis de sódio. O mineral induz os rins a eliminarem o sódio em excesso, contribuindo assim para o desinchaço e para a diminuição do risco de doenças cardiovasculares.

tomates vegetal cru 0917 1400x800
Lotus_studio/shutterstock

Frutas e legumes com potencial de hidratação, ou seja, que abrigam grandes quantidades de água, são ideais para variar na alimentação e evitar o inchaço e o acúmulo de sódio. Portanto, aposte em opções como pepino, cenoura, tomate, além de frutas diuréticas que secam a barriga.

Além de melhorar a memória, contribuir para o emagrecimento e possuir propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, o ômega 3 também ajuda a eliminar o sódio do organismo. Então, sempre que possível, inclua no cardápio do dia a dia opções como salmão, atum, brócolis, linhaça, nozes, entre outros.

Alimentos ricos em sódio que devem ser evitados

alimentos enlatados industrializados 1116 1400x800
w-ings/istock

Além de investir em comidas que ajudam a eliminar o sódio do organismo é importante minimizar ao máximo o consumo de alimentos conhecidos por provocar inchaço e prejuízos à saúde, especialmente do coração.

Produtos industrializados, assim como os enlatados, costumam apresentar alta concentração de sódio na composição, que causa inchaço e aumento de volume na região abdominal. Além deles, procure evitar os alimentos ricos em sódio que você come quase todo dia e nem se dá conta.

Alimentação e saúde