mulher

Bebê que soluça muito pode sofrer de refluxo: 8 sinais devem ser observados

bebe espirrando fofo 0916 1400x800
Giulio Fornasar/istock

Nos primeiro meses de vida dos bebês é normal que mães e pais redobrem a atenção aos comportamentos do novo membro da família. Nesse momento, tudo gera motivo para preocupação, como por exemplo os soluços. É bastante comum bebês recém-nascidos soluçarem mas de uma vez por dia. A única atenção, no entanto, deve ser com relação aos sintomas associados.

O sistema nervoso imaturo do bebê ainda não controla perfeitamente o diafragma, por isso qualquer irritação ou estímulo externo pode fazer com que o diafragma tenha espasmos repetitivos (ou contrações involuntárias) desencadeando uma série de soluços. Mas se o bebê soluça muito, chora e regurgita, por exemplo, é importante investigar a possibilidade dele sofrer com refluxo.

Sinais do refluxo gastro-esofágico

bebe papinha cospe 0716 1260x700
Natee K Jindakum/Shutterstock

Esse tipo de refluxo acontece normalmente por uma imaturidade do esfíncter esofágico inferior, válvula que impede a volta do conteúdo do estômago para o esôfago. É normal nos bebês, pois o sistema digestório só fica mais contingente a partir do 5º ou 6º mês de vida. Pode ser apresentado até os seis meses de vida da criança. O sintoma mais comum nesses casos são:

  • Volta do leite após as mamadas, o que pode acontecer em pequena ou grande quantidade
  • Choro
  • Inquietação
  • Recusa ao peito

De acordo com o pediatra Moises Chencinski, o refluxo pode acontecer fisiologicamente em até 65% dos bebês até com 6 meses de idade, chegando a 5% em 1 ano de idade. Para o profissional, é natural um bebê ter refluxo, mas a frequência vai diminuindo à medida em que ele cresce.

Sinais da doença do refluxo

A doença é um agravamento do refluxo gastro-esofágico. É mais comum do zero aos seis meses, mas pode se manifestar até os dois anos de idade. Alguns sinais da doença do refluxo são:

  • Parada no ganho de peso
  •  Irritabilidade pós-mamadas
  •  "Vômito"
  •  Regurgitação frequente

 Nesses casos, é indispensável a procura de um pediatra para investigar o quadro.

Primeiros cuidados com o bebê