Diagnóstico positivo de HPV significa que houve traição? Saiba por que isso é MITO

utero com hpv 0317 1400x800
Life science of anatomy/Kateryna Kon/Shutterstock

Apesar de ser uma das infecções sexualmente transmitidas mais comuns em todo o mundo, o papilomavírus humano, mais conhecido como HPV, ainda é cercado de dúvidas, preconceitos e mitos.

Umas das conclusões equivocadas sobre o diagnóstico do HPV é a de que uma pessoa que apresenta sintomas do vírus e está em um relacionamento estável cometeu adultério. De acordo com informações do site do Instituto Oncoguia, o mito é espalhado pela falta de conhecimento de que o HPV pode demorar anos para dar sinais.

HPV: diagnóstico NÃO significa traição

virus hpv doenca 0417 1400x800
Teka77 / iStock

Uma pessoa com HPV pode demorar semanas, meses, anos ou até mesmo uma vida sem perceber a presença do vírus. A manifestação dos sintomas ou o diagnóstico, portanto, apenas indicam que o indivíduo contraiu a infecção em algum momento da vida, não necessariamente recentemente.

O uso do preservativo nas relações sexuais pode prevenir a transmissão do HPV em cerca de 70%, mas como a camisinha protege apenas o pênis, as outras partes da região íntima ficam expostas, podem entrar em contato com a vagina e, consequentemente, realizar o contágio, que também ocorre no contato pele-a-pele.

virus hpv 0217 1400x800
Kateryna Kon/Shutterstock

E ao contrário do que muita gente imagina, não somente as mulheres adquirem o HPV. Qualquer pessoa sexualmente ativa pode contrair o vírus, mesmo em relações monogâmicas, com um único parceiro.

O HPV pode causar infecções anal, cervical, peniana, vaginal e vulvar, mas nem todos os tipos provocam câncer. Os sintomas do vírus podem ser tratados, mas ainda não existe uma cura definitiva para o próprio HPV.

Aids: diagnósticos e tratamentos