Dormir mal pode encolher seu cérebro e causar 6 problemas de saúde

sono insonia tristeza 0817 1400x800 0
Stock-Asso/shutterstock

Dormir mal ou poucas horas durante a noite não compromete apenas seu humor ou causa somente cansaço físico. Há uma lista de prejuízos conhecida pela ciência experimentados por quem não consegue descansar de forma adequada no período noturno. Conheça problemas de saúde comuns entre pessoas que dormem mal:

Por que dormir mal prejudica o corpo e a mente

pesadelo sono insonia 0817 1400x800
amenic181/shutterstock

De acordo com um estudo da Universidade de Oxford, no Reino Unido, feito com 147 adultos entre 20 e 84 anos, dormir mal pode diminuir a estrutura cerebral. Os participantes da pesquisa que relatavam problemas para dormir apresentaram um declínio do volume ou do tamanho do cérebro durante o período do trabalho científico. Os resultados foram ainda mais acentuados entre pacientes com mais de 60 anos.

Uma pesquisa sobre hábitos de sono realizada pela Michigan State University, EUA, descobriu que os participantes do levantamento que ficaram acordados durante 24 horas ou dormiram menos de 5 horas apresentaram maior tendência a criar memórias confusas ou falsas.

insonia dificuldade dormir 0717 1400x800
andriano.cz/shutterstock

Dormir mal quadruplica risco de infarto e é tão prejudicial quanto fumar, diz um estudo da National Sleep Foundation, dos EUA. Mais de 650 homens com idade entre 25 e 64 anos e sem histórico de AVC ou diabetes foram acompanhados pelo trabalho científico por 14 anos e, de acordo com os resultados, 63% dos que tiveram infarto tinham distúrbio do sono. Homens com distúrbio do sono apresentaram risco de 1,5 a 4 vezes maior de ter um infarto e de 2 a 2,6 maior de ter um AVC.

Quem dorme mal também pode ficar doente mais facilmente, já que o descanso noturno é fundamental para que o sistema imunológico crie um novo contingente de células destruidoras naturais que lutam contra agentes infecciosos e até mesmo cânceres.

homem insonia cama 1116 1400x800
Oleg Golovnev/Shutterstock

Noites mal dormidas atrapalham o emagrecimento e pode até mesmo levar a um quadro de obesidade, pois o sono comprometido diminui os níveis de leptina, o hormônio da saciedade, e aumenta os níveis de grelina, o hormônio que aumenta o apetite.

O conceito de sono reparador de beleza não é um mito e não se restringe apenas às olheiras. Dormir mal compromete a produção do hormônio de crescimento GH, importante para a renovação celular e, consequentemente, para o combate ao envelhecimento precoce.

Dicas para uma boa noite de sono