mulher

9 sinais que você nota hoje e podem indicar que você terá Alzheimer no futuro

cerebro cabeca neuronios cerebral 08
Anatomy Insider / Shutterstock

Cuidados simples com a saúde do corpo e do cérebro podem evitar um em cada três casos de Alzheimer, segundo um recente e amplo estudo realizado pela University College London e publicado na revista científica Lancet.

Embora a demência seja diagnosticada em idade avançada, os cientistas apontam que as mudanças no cérebro começam a se desenvolver muitos anos antes. A pesquisa ainda listou 9 fatores de risco para o Alzheimer que poderiam ser identificados e tratados para evitar a doença.

9 fatores de risco para o Alzheimer

cerebro memoria alzheimer 1216 1400x800
Andrea Danti/shutterstock
  1. Perda de audição na meia-idade (9%)
  2. Não conclusão do ensino médio (8%)
  3. Fumo (5%)
  4. Depressão (4%)
  5. Sedentarismo (3%)
  6. Isolamento social (2%)
  7. Pressão alta (2%)
  8. Obesidade (1%)
  9. Diabetes tipo 2 (1%)

Os pesquisadores afirmam que os nove fatores de risco listados são considerados os evitáveis, que representam 35% dos casos de Alzheimer. O estudo aponta que construir uma "reserva cognitiva", ou seja, fortalecer o cérebro, ajuda a reduzir os riscos de demência na terceira idade.

alzheimer memoria cerebro 0716 630x350
Lightspring/Shutterstock

A perda de audição é considerada o principal fator porque impede que a pessoa conviva em ambientes ricos cognitivamente e ainda leva ao isolamento social e à depressão, fatores que contribuem para a demência.

O abandono dos estudos também é apontado como relevante porque diminuem as chances de um indivíduo manter um aprendizado contínuo e deixe de “trabalhar” o cérebro. Os demais fatores estariam relacionados à uma boa saúde do coração. Ou seja, o que faz bem ao órgão também favorece o cérebro, como controle de peso, combate ao fumo, etc.

Alzheimer: sintomas e prevenção