mulher

Mães que amamentaram têm menos riscos de ter Alzheimer: qual é a relação?

amamentacao 1400x800 0417
goodluz/Shutterstock

São muitos e conhecidos os benefícios da amamentação tanto para as mães como para os bebês. O leite materno é fonte de vitaminas e nutrientes essenciais para o desenvolvimento do recém-nascido e deve ser o único alimento do pequeno até que ele complete seis meses de vida.

Amamentação pode reduzir os riscos de Alzheimer

Para as mães, o aleitamento também promove significativas melhoras para a saúde, como redução dos riscos de câncer de mama e de ovário e até mesmo diminuição das chances de desenvolvimento do Alzheimer.

mae amamentando bebe 0617 1400x800
Africa Studio/Shutterstock

De acordo com Danielli Serra, médica pediatra do Hospital e Maternidade São Cristóvão, pesquisas apontam que a amamentação reduz a probabilidade de Alzheimer porque normaliza a tolerância à insulina. Estudos mostram que a resistência das células cerebrais à insulina seria uma das causas da doença.

Outra teoria sobre a relação entre amamentação e Alzheimer é a de que o aleitamento priva o organismo da mulher de progesterona, conhecida por dessensibilizar os receptores de estrogênios no cérebro. O estrogênio, por sua vez, desempenharia papel importante na proteção do cérebro contra a doença.

Alzheimer: sintomas e prevenção