mulher

Em meio a divórcio, Angelina Jolie teve tipo de paralisia intimamente ligado ao estresse

Mãe de seis filhos, atriz, ativista e cineasta, Angelina Jolie é uma mulher que - assim como diversas outras - não para. Mas as responsabilidades somadas ao estresse de seu divórcio com Brad Pitt influenciaram sua saúde. 

Angelina Jolie teve paralisia de Bell

Em entrevista à revista norte-americana Vanity Fair, Jolie disse que teve paralisia facial como resultado de danos no nervo responsável pelo movimento do rosto. 

"Às vezes, a mulher se coloca em último lugar na família, até que isso se manifesta em sua própria saúde", afirmou em referência ao problema em sua face.

Ela ainda disse que a acupuntura auxiliou a recuperação completa da condição.

O que é?

paralisia facial 0717 1400x800
corbac40/Shutterstock

De acordo com a neurologista Célia Roesler, da Academia Brasileira de Neurologia, paralisia de Bell ou paralisia facial periférica é um problema caracterizado pela inflamação do nervo facial. 

Como o próprio nome diz, ele paralisa os movimentos de um lado do rosto, prejudicando inclusive a capacidade de piscar.  

Causas

O quadro surge em decorrência de doenças virais que afetam o nervo facial, como gripes, infecções por herpes, varicela, entre outras. 

Assim como no caso de Angelina, o estresse também pode contribuir para o surgimento da condição já que diminui as defesas naturais do corpo e o deixa vulnerável a doenças.

O acometimento ainda atinge quem teve contato com correntes de ar frio, pois elas alteram a sensibilidade do nervo que controla os movimentos. "Isso ocorre especialmente em pacientes com imunidade baixa", afirma a especialista.

Sintomas de paralisia facial

"O sintoma inicial é uma dor atrás da orelha que dura de horas até dois dias", explica a médica Célia Roesler.

Em seguida, o indivíduo percebe a incapacidade de sorrir com os dois lados iguais e franzir a testa. Além disso, o olho lacrimeja muito pois não consegue piscar.

A sensibilidade ao tato também é reduzida, o que pode levar o paciente a morder a própria mucosa e não perceber que comida ou bebida saíram para fora da boca.

Por fim, a dificuldade motora prejudica a dicção ao pronunciar quatro letras: P B M V.

Tem cura?

acupuntura no rosto 0717 1400x800
Tyler Olson/Shutterstock

Segundo o neurologista André Lima, diretor da clinica Neurovida e membro da Academia Brasileira de Neurologia, a grande maioria dos casos é reversível por meio do tratamento adequado. "Os cuidados incluem fisioterapia facial e uso de medicamentos", afirma.

Também são necessários cuidados com o olho do lado paralisado da face, como usar colírios e tampões para evitar ressecamento.

Os remédios para paralisia facial podem ser corticoides em doses decrescentes e vitaminas no complexo B que agem no nervo.

O tratamento com acupuntura realizado por Jolie também contribui para melhora, especialmente porque estimula a liberação de endorfina, neurotransmissor que alivia o estresse.

Paralisia facial: leia mais