mulher

Brasil é campeão em labioplastia: conheça a cirurgia íntima que vem se popularizando

labios vaginais desconforto 0717 1400x800
pathdoc/Shutterstock

Com objetivo reduzir ou remodelar os lábios vaginais, a labioplastia é uma cirurgia íntima que vem se popularizando no Brasil. De acordo com o cirurgião plástico André Colaneri, a maioria das mulheres opera não por uma questão funcional, mas sim porque se sente desconfortável e constrangida com a aparência da vagina.

Labioplastia

De acordo com a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), o Brasil é campeão mundial no número de labioplastias. Foram 23.155 procedimentos apenas em 2016. 

Nos Estados Unidos, a procura por esta cirurgia íntima aumentou 23% de 2015 para 2016, e ela se tornou o segundo procedimento cirúrgico com maior aumento na procura, ficando atrás apenas da cirurgia de aumento dos seios.

Insegurança com o corpo

vagina dor vergonha 0717 1400x800
CHAjAMP/Shutterstock

A principal motivação de quem busca pela labioplastia é tratar uma insegurança com o próprio corpo, que pode interferir nos relacionamentos íntimos e até, indiretamente, na saúde.

“A insatisfação com os lábios provoca medo de ter relação sexual, de se tocar, de os lábios ficarem aparentes no biquíni, vergonha de ir ao ginecologista e um trauma emocional grande. Tive uma paciente que estava com 41 anos e nunca tinha ido ginecologista por vergonha. Imagine como pode afetar a vida sexual”, comenta Colaneri.

Problemas de saúde

Apesar de o procedimento ser, na maior parte dos casos, estético, algumas mulheres optam por operar porque o tamanho aumentado dos lábios causa dor ao toque ou ao usar roupas justas, além de candidíase de repetição ou machucados após relações sexuais.

“Quando os lábios são grandes, eles ficam friccionando o tempo todo entre eles, na roupa, e isso causa microtraumas que facilitam a proliferação de fungos e o aparecimento da candidíase”, explica o especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Como é a cirurgia?

Segundo Colaneri, o procedimento é simples, demora em torno de 50 minutos e a paciente recebe alta no mesmo dia. A anestesia é apenas local e a retirada do excesso de pele é feita a laser.

biquini cirurgia mulher 0717 1400x800
Dmytro Flisak/Shutterstock

“A paciente volta ao trabalho em três dias e os pontos caem sozinhos. É indicado esperar 3 semanas para voltar a praticar atividade física e 1 mês para ter relações sexuais”, explica o médico.

Pós-operatório

A paciente não sente nenhuma dor ao urinar ou durante o banho, garante o médico. Ele apenas indica compressas frias para evitar que a região inche, provocando desconforto.

Quem pode fazer?

Segundo o cirurgião plástico, é necessário aguardar a puberdade, que é quando a menina já tem corpo de mulher, para a realização da cirurgia. Se a paciente for menor de idade, ela precisa da permissão de um responsável legal. Por isso, a maioria das mulheres faz a plástica entre os 20 e 30 anos.

O Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido (NHS, na sigla em inglês) afirma que a labioplastia não deve ser feita em menores de 18 anos porque os lábios vaginais podem continuar se desenvolvendo até o início da fase adulta. 

Dúvidas sobre procedimentos íntimos