mulher

Caminhar, dançar e até mexer no jardim regularmente ajuda a prevenir Alzheimer

horta plantacao ervas 0916 1400x800
withGod/shutterstock

As causas do Alzheimer, doença que afeta aproximadamente 40% da população mundial, ainda são desconhecidas pela ciência, mas diversos estudos apontam que, apesar de não haver cura, a condição poderia ser prevenida através de alimentação e bons hábitos.

Atividades que ajudam a prevenir Alzheimer

Uma pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia, EUA, mostrou que caminhada, ciclismo, natação, dança e até mesmo jardinagem podem reduzir substancialmente o risco de Alzheimer, uma vez que a prática de exercícios tem sido associada a uma melhor capacidade mental em pessoas mais velhas.

O novo trabalho científico avaliou quase 6 mil homens e mulheres em idade avançada, que passaram por testes médicos e cognitivos, preenchendo questionários sobre suas vidas e atividades físicas, além de terem o cérebro analisado por ressonância magnética.

caminhada tenis exercicio 1216 1400x800
travnikovstudio/istock

Durante a observação de uma década de dados de cerca de 900 participantes com pelo menos 65 anos de idade, os pesquisadores determinaram primeiro quem sofreu danos cognitivos ao longo dos anos e, em seguida, estimaram o número de calorias queimadas através de exercício semanal, com base nas respostas dos participantes.

Os estudiosos notaram então a presença substancialmente maior de matéria cinzenta na parte do cérebro relacionada à memória dos voluntários fisicamente ativos e identificaram ainda que aqueles que praticavam exercícios tiveram 50% menos riscos de desenvolver Alzheimer nos cinco anos seguintes ao estudo.

Alzheimer: sintomas e prevenção