mulher

O que a idade da primeira menstruação diz sobre sua saúde?

ovario utero 1400x800 0117
Shot4Sell/shutterstock

Chamada de menarca, a primeira menstruação é um marco no organismo feminino, que passa por diversas transformações para conseguir fecundar e gerar um feto. Ela geralmente ocorre entre nove e 13 anos, mas ainda há quem a apresente de forma precoce ou tardia. Mas afinal, na prática, o que a idade da primeira menstruação indica sobre a saúde?

Idade da primeira menstruação influencia a saúde?

Não é possível determinar quando ela ocorrerá, mas a idade da primeira menstruação é determinada por fatores como genética, alimentação e obesidade. Quando ela ocorre na idade normal, que é dos nove aos 13, não há com o que se preocupar. Porém, seu aparecimento muito antes ou depois da média deve ser encarado com seriedade.

Veja abaixo como cada um influencia a saúde. 

Menarca precoce: risco de doenças elevado

A ginecologista Bárbara Murayana, coordenadora da Clínica da Mulher do Hospital 9 de julho, explica que a principal influência é a da menarca precoce, que surge antes dos 9 anos. "Meninas que menstruam muito novas têm um maior número de períodos menstruais ao longo da vida, o que as deixa mais expostas a hormônios como o estrogênio", ressalta.

Esse hormônio controla funções importantes, como a ovulação, revestimento do útero e manutenção das características tipicamente femininas, como crescimento dos seios e forma do corpo.

calendario absorvente menstruacao 1016 1400x800
shutterstock/bbernard

Entretanto, também deixa a mulher mais exposta a algumas doenças que necessitam dele para se desenvolverem. Entre elas, estão câncer de mama, de endométrio, de útero, endometriose e adenomiose.

A incidência dessas condições também é elevada em quem apresenta menopausa tardia, condição que também aumenta a exposição ao estrogênio.

No entanto, quem menstruou cedo não precisa se preocupar excessivamente, pois é apenas um fator de risco para tais doenças, e não uma certeza definitiva de que elas ocorrerão. Portanto, mulheres com esse perfil devem apostar em consultas periódicas e adotar hábitos saudáveis pra prevenir e tratar quaisquer anormalidades rapidamente.

Menarca tardia: malformação uterina e doenças

absorvente menstruacao 0517 1400x800
La corneja artesana/Shutterstock

Apesar de ser considerada atrasada, a menstruação após os 14 anos não causa prejuízos em longo prazo.

"Não faz diferença no futuro se a menina menstruou com 11 ou 14 anos, o que sempre deve ser investigado é a ausência de menstruação em adolescentes mais velhas, pois pode ser sinal de anormalidades fisiológicas ou doenças, como desnutrição", ressalta a médica.

Segundo ela, caso a menina tenha o corpo desenvolvido há mais de dois anos e ainda não menstruou, é preciso procurar auxílio médico pois pode haver alguma anormalidade. "Às vezes, ela tem todos os sinais do ciclo menstrual, como cólicas, mas não há sangue, o que pode indicar alguma malformação que obstrua a saída da menstruação", alerta.

O que fazer?

A dica da doutora é que as mães fiquem atentas aos sinais que indicam se uma menina vai menstruar pela primeira vez, como  aumento dos seios e surgimento de pelos pubianos, e façam acompanhamento com um pediatra ou ginecologista para avaliar se o desenvolvimento está ocorrendo de forma adequada - especialmente se essas características surgirem antes dos 9 anos.

Menstruação e saúde: leia mais