mulher

Tipos de TDAH: há 22 sintomas que indicam se é desatento, impulsivo ou misto

tdah sintomas 1400x800 0617
pathdoc/shutterstock

Descobrir se uma criança possui transtorno de déficit de atenção com hiperatividade (TDAH ou DDA) é essencial para garantir os cuidados adequados e evitar que o distúrbio permaneça na vida adulta. No entanto, o nome da condição faz muitas pessoas acreditarem que as características se restringem à agitação e falta de atenção, de modo a negligenciar outros sintomas importantes.

A seguir, aprenda a identificar os diferentes tipos de déficit de atenção e hiperatividade e seus sinais.

Tipos de TDAH e seus sintomas

Segundo o psiquiatra Marco Antônio Abud Torquato Junior, especialista em déficit cognitivo e profissional da Doctoralia, os tipos de TDAH são divididos de acordo com as características apresentadas pelo indivíduo. Entenda cada um dos três:

Subtipo desatento da TDAH

crianca com dificuldade em aprender 0517 1400x800
GUNDAM_A/Shutterstock

A pessoa com o subtipo desatento de TDAH tem como principal característica a desatenção, que origina os seguintes sinais:

  • Distrai-se facilmente com estímulos externos;
  • Comete erros por prestar pouca atenção em detalhes;
  • Possui dificuldade em prestar atenção em aulas, palestras e livros;
  • Algumas vezes não escuta quando alguém o chama;
  • Em conversas, desvia o assunto e chega a interromper a fala dos colegas;
  • Tem dificuldade em iniciar tarefas que durem muito tempo;
  • Não segue instruções com facilidade;
  • Frequentemente, deixa de finalizar tarefas, sendo visto como irresponsável;
  • Não organiza seus pertences e tempo adequadamente;
  • Apresenta lapsos de memória em curto prazo, chamados popularmente de "brancos".

Hiperativo/Impulsivo

homem confuso tdah 0117 1400x800
rogistok/shutterstock

Como o próprio nome do subtipo indica, os principais sinais são hiperatividade e impulsividade. A criança ou adulto com essa vertente apresenta os seguintes sinais:

  • Dificuldade em ficar parado por muito tempo;
  • Necessidade de realizar várias atividades ao mesmo tempo;
  • Fica facilmente entediado com atividades repetitivas ou paradas;
  • Costuma ser ansioso, estressado e impaciente no trabalho;
  • Tem dificuldade em delegar tarefas e se colocar limites;
  • Apresenta tendência a comportamentos compulsivos e vícios;
  • Não controla seus impulsos;
  • É pouco tolerante a frustrações e erros próprios e de outras pessoas;
  • Tem dificuldade em esperar, o que o faz sofrer muito em filas, por exemplo;
  • Frequentemente responde de maneira inadequada, tornando-se ofensivo;
  • Apresenta problemas em seguir regras ou normas;
  • Frequentemente rompe relacionamentos e muda repentinamente de planos.

Misto/Combinado

Reúne os dois subtipos anteriores em uma mesma pessoa, apresentando todos os sinais conjuntamente.

Tratamento

O primeiro passo é que os familiares e o paciente entendam o que é TDAH, compreendendo a necessidade de apoio mútuo e buscando informações, visto que o transtorno é genético.

Já o tratamento é multidisciplinar e abrange especialistas que vão desde médicos até psicólogos. Em caso de comorbidades, como a dislexia, também é indicado realizar acompanhamento com fonoaudiólogos.

Os pilares dos cuidados com uma criança ou adulto hiperativo são medicamentos, especialmente os psicoestimulantes, e psicoterapia cognitivo-comportamental. Juntos, eles fazem com que o indivíduo passe a controlar melhor seu impulso e desatenção para que não tenha tanto prejuízo em longo prazo e, em caso de crianças, deixe de apresentar os sintomas na vida adulta.

TDAH em crianças e adultos