mulher

Dieta anti-inflamatória: 8 alimentos para colocar no prato e detonar o estresse de vez

comer com raiva 052017 1400x800
Dean Drobot/Shutterstock

O estresse é uma reação natural que o corpo estabelece para se proteger de situações de risco ou perigo. No entanto, quando ele surge com muita frequência leva ao esgotamento físico e mental, o que gera prejuízos à saúde. Uma maneira de amenizar seus efeitos é apostar em alimentos contra estresse, como os anti-inflamatórios. Entenda sua ação a seguir:

Estresse x inflamação

No estresse, o corpo passa a produzir substâncias como adrenalina e noradrenalina, que levam a um estado inflamatório resultante da sensação de alerta a respeito de um possível perigo.

Logo, entra em cena o cortisol, hormônio que em pequenas quantidades inibe inflamações. Se liberado com frequência, o corpo passa a ter menos sensibilidade à substância, de modo que o combate às inflamações fica ineficaz, abrindo um caminho para a entrada de doenças e piora da saúde.

A partir daí, surgem sintomas de estresse e acometimentos típicos de quem apresenta o problema crônico, como doenças de pele, problemas cardíacos e outras inflamações.

Alimentos contra estresse: o que comer?

frutas legumes alimentacao 0217 1400x800
Visual Generation/Shutterstock

A nutricionista Aline Quissak, especializada nas áreas de Oncologia, Síndrome Metabólica, Psicologia da Nutrição e Nutrição Esportiva, afirma que indivíduos que ficam estressados com frequência devem recorrer a uma dieta anti-inflamatória para aliviar os malefícios que o problema causa no corpo.

Confira algumas opções de alimentos com essa ação:

  • Cúrcuma (açafrão-da-terra)
  • Peixes, como salmão
  • Acerola, laranja e outras frutas ricas em vitamina C
  • Abacate
  • Amêndoas
  • Nozes
  • Azeite
  • Própolis

O que evitar?

alimentacao ruim 0417 1400x800
Vector Tradition SM/Shutterstock

Deixar de lado alimentos que colaboram com o processo inflamatório também é importante, como os embutidos, industrializados e à base de óleos vegetais refinados. "Frituras, salame, salgadinhos, bombons e chocolates com gordura hidrogenada são apenas alguns exemplos de comidas que devem ser riscadas do cardápio", ressalta a especialista.

A dieta ainda deve ser balanceada como um todo, traçada com a ajuda de um nutricionista, profissional que saberá indicar a quantidade e periodicidade da ingestão de cada alimento. 

Como aliviar estresse