mulher

Mulher fica cega ao colocar lente com mão molhada; qual o perigo e como se proteger?

lente de contato olho 0417 1400x800
scyther5/iStock

Irenie Ekkeshis é uma mulher inglesa que aos 12 anos de idade decidiu trocar os óculos por lentes de contato. Aos 30, ela passou a usar lentes descartáveis diariamente e acabou ficando cega de um olho após colocá-las com as mãos molhadas.

Lente de contato causa cegueira em mulher

Irenie percebeu que algo estava errado porque seu olho direito não parava de lacrimejar. Este foi o primeiro sintoma de um quadro raro e grave que acometeu a inglesa.

"Pensei que estava com uma pequena infecção e que melhoraria em poucos dias. Mas naquela noite não consegui nem entrar na cozinha, a luz fluorescente parecia brilhante demais. Estava com muita dor", contou em entrevista à rede britânica BBC.

Quando procurou o Hospital dos Olhos Moorfield, em Londres, os médicos precisaram fazer uma dolorosa raspagem em sua córnea e encaminhar o material para análise.

Infecção nos olhos

jovem infeccao cegueira 0417 1400x800
Reprodução/NEW CITIZENSHIP PROJECT/BBC Brasil

O resultado do exame indicou que Irenie estava com ceratite amebiana, uma infecção ocular rara que é causada pelo protozoário parasita Acanthamoeba keratitis (AK), que é encontrado em águas contaminadas.

Como não esteve em rios, lagos ou piscinas, a jovem acredita que o protozoário estava na água presente em suas mãos. “A água de torneira não tratada pode estar contaminada, como neste caso, e conter microrganismos muito prejudiciais”, explica o oftalmologista Vitor Tadeu Lim, da Oftalmed. Pode não parecer, mas lavar as mãos e não secá-las bem antes de manusear a lente é muito perigoso. 

Como a córnea possui a maior densidade de receptores de dor do corpo inteiro, o incômodo era quase insuportável, e a inglesa até precisou pedir demissão do emprego na época.

"A dor piorou conforme a infecção se desenvolveu", disse à BBC. "Às vezes, era insuportável e quase impossível de controlar, mesmo com os analgésicos mais fortes."

Mesmo após dois transplantes de córnea, a visão do olho direito de Irenie não pode ser recuperada, e ela ficou cega de um olho. Desde então, iniciou uma campanha na Inglaterra e até outros países para alertar as pessoas sobre os riscos da contaminação das lentes por água infectada.

Como limpar as lentes de contato?

A orientação do oftalmologista Vitor Tadeu Lim é, antes de por as lentes, lavar as mãos com sabonete e água corrente e secá-las com um lenço, já que toalhas também podem estar infectadas.

Depois disso, use sempre soluções específicas para lentes de contato para higienizá-las e respeite a validade da lente que você está usando. Segundo o especialista, as lentes de descarte diário são as mais seguras porque não precisam de higienização, já que são usadas uma única vez.

lente de contato limpeza 0417 1400x800
sergeyryzhov/iStock

“No Brasil, as mais comuns são as lentes de descarte mensal. Elas devem ser higienizadas todos os dias e retiradas antes de dormir”, comenta Lim.

Os mesmos cuidados devem ser mantidos com as lentes de uso anual. Além disso, é indispensável procurar um especialista a cada seis meses ou, no máximo, um ano para que ele avalie as lentes, assim como fazem com os óculos.

Cuidados para evitar infecções

Se você precisar tomar banho ou entrar no mar ou em uma piscina com suas lentes, não esqueça de fechar os olhos quando seu rosto estiver em contato com a água e volte a fazer o procedimento de limpeza das lentes quando chegar em casa.

Caso caia água ou as lentes entrem em contato com água, o correto, de acordo com o oftalmologista, é descartá-las para evitar o risco de contaminação.

Sintomas de infecção

olho vermelho e lacrimejandp 0417 1400x800
charnsitr/iStock

Se você usa lentes de contato, é importante ficar atento aos sintomas de infecção. Se os olhos ficarem vermelhos e irritados, retire as lente e espere algumas horas. Se o problema não melhorar, procure um oftalmologista.

“Em geral, é possível tratar grande parte das infecções, mas o tratamento precisa ser iniciado rapidamente. Infecções por fungos e protozoários, como a da inglesa, são as mais perigosas e difíceis de tratar e podem, sim, causar cegueira”, explica o oftalmologista.

Por fim, o especialista ressalta que lentes de contato nunca devem ser usadas sem que a pessoa tenha a prescrição de um médico. “O médico tem que prescrever, orientar e avaliar se a lente ficou boa. O uso sem orientação pode ser perigoso e infelizmente hoje em dia tem muita gente comprando lentes pela internet por conta própria”, alerta Lim. 

Cuidados com as lentes de contato