Síndrome de burnout: o que é o esgotamento progressivo que fadiga o sistema nervoso?

sindrome burnout estresse 1400x800 0217
gorbach elena/shutterstock

Síndrome do esgotamento profissional, ou burnout, é uma condição causada pela sobrecarga e estresse extremo, geralmente no trabalho. O problema não leva à morte, mas causa um grande prejuízo para as pessoas, visto que o prazer e a felicidade dão, pouco a pouco, lugar ao cansaço e à falta de esperança.

O que é síndrome de burnout

Também conhecida comoestafa profissional, burnout é uma condição de esgotamento caracterizada pelo estresse extremo. Gerada por uma tensão muito grande e prolongada, que costuma estar relacionada ao trabalho, o problema causa cansaço mental, exaustão física e emocional.  

“A sobrecarga de longa duração leva a uma fadiga do sistema nervoso que é refletida em sintomas psicossomáticos, que são efeitos físicos originários de uma condição mental”, explica o psiquiatra Fernando Portel, Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). 

O significado de burnout é, em tradução literal, algo como “queimado por completo”, mas também pode se relacionar a esgotamento, nome que traça um paralelo com o que o paciente sente, que muitas vezes pode levar à faltas no trabalho, alcoolismo, drogas e, em casos raros, contribuir com a intenção de suicídio.

Causas

trabalho estresse cansaco 0217 1400x800
areebarbar/shutterstock

As causas exatas do problema ainda não são conhecidas, mas sabe-se que ele está ligado à sobrecarga cognitiva. “Se você trabalhar além do limite da sua capacidade por muito tempo, há esgotamento nervoso e, consequentemente, burnout”, ressalta Fernando Portela.

Apesar de poder ser causada por situações de estresse prolongado e excessivo em geral, como problemas familiares em que há uma grande tensão, a incidência ainda é mais relacionada ao trabalho. “A síndrome de burnout em profissionais da saúde é muito comum, assim como em outros trabalhadores que lidam com o público, como professores e policiais. Pessoas que têm de tomar muitas decisões também estão mais propícias a serem afetadas”, explica o especialista.

Apesar de a probabilidade ser maior nessas áreas, o problema pode afetar quaisquer afazeres. Por exemplo, a cantora Wanessa revelou ter Burnout enquanto conciliava a rotina de trabalho e os cuidados com os filhos. 

Sintomas da síndrome do esgotamento profissional

depressao tristeza sintoma 0217 1400x800
Marjan_Apostolovic/iStock

A síndrome do esgotamento profissional causa efeitos parecidos com os sintomas da depressão, como a desesperança e a falta de prazer. Isso faz com que, muitas vezes, o paciente acredite estar com depressão. 

Veja alguns dos principais sintomas: 

  • Falta de esperança
  • Pessimismo
  • Exaustão emocional
  • Fadiga mental
  • Cansaço crônico
  • Distanciamento e perda de empatia por outras pessoas
  • Apatia
  • Ansiedade
  • Alterações no sono
  • Alterações no apetite
  • Baixa autoestima
  • Insatisfação
  • Sintomas psicossomáticos, como dor de cabeça, falta de ar e alterações na digestão
  • Perda de prazer em atividades que antes a pessoa gostava

Caso você apresente ou conheça alguém com estes sintomas, busque a ajuda de um psiquiatra, que poderá realizar o diagnóstico correto e identificar se o paciente sofre mesmo de burnout ou de outro problema psicológico. 

Tratamento da síndrome de burnout

Medicação

medico segurando remedios 0217 1400x800
megaflopp/Shutterstock

A síndrome de burnout tem cura e durante seu tratamento podem ser receitadas medicações para aliviar os sintomas, como antidepressivos. 

Licença temporária

A dificuldade de abandonar o emprego não é um empecilho para tratar a síndrome de burnout, visto que é possível obter uma licença temporária para que o problema seja tratado. Uma mudança de ambiente é necessária para descansar a mente e aprender a lidar melhor com a rotina.

Todavia, estar em uma empresa que cobra e coloca muita pressão nos funcionários deve ser repensado, visto que relações trabalhistas abusivas são tóxicas à saúde e podem colaborar com o quadro. 

Psicoterapia

mulher na terapia 1216 1400x600
Dmytro Zinkevych/Shutterstock

Buscar ajuda na terapia é outra forma extremamente válida de se livrar da estafa profissional e, até mesmo, preveni-la. As sessões conduzidas por um psicólogo ajudam a obter disciplina mental, aprender a relaxar, colocar limites nas tarefas e não se cobrar tanto.

Prevenção

A alteração no estilo de vida é o primeiro passo para evitar a síndrome do esgotamento profissional, conforme explica o psiquiatra Fernando Portela: “A mudança tem de começar no ambiente de trabalho, como não responder e-mails fora do expediente, ter disciplina mental, evitar a sobrecarga e não se dividir em muitas tarefas, pois isso causa sofrimento ao sistema nervoso”.

Buscar um ambiente de trabalho saudável, em que não haja clima e relacionamentos abusivos também é importante, assim como manter uma vida equilibrada, com alimentação adequada e prática de atividades físicas. 

Tipos de transtornos psicológicos