Antidepressivos naturais: fitoterapia e homeopatia funcionam? Quem pode tomar?

antidepressivo natural 0217 1400x800
Marjan_Apostolovic/IStock, kazmulka/Shutterstock e Peter Macdiarmid/Getty Images

Usar remédio para depressão natural pode ser uma alternativa para tratar a doença, que é a maior motivadora de suicídios no mundo. Com causas genéticas, a condição é tradicionalmente tratada com psicoterapia e antidepressivo. Todavia, o receio de dependência química e efeitos colaterais faz com que muitas pessoas optem por versões fitoterápicas ou homeopáticas, que são feitas com compostos da natureza. Mas será que esses métodos são eficazes e seguros? Respondemos a seguir.

Antidepressivos naturais funcionam?

O presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), Antônio Geraldo da Silva, explica que não há evidências científicas que comprovem a ação de qualquer antidepressivo natural. Ele afirma que aproximadamente 30% das pessoas têm resultados benéficos, mas isso se deve ao efeito placebo, um fenômeno em que o indivíduo melhora por acreditar que o remédio é eficaz, apesar de ele não ser.

Entretanto, especialistas em fitoterapia e homeopatia dizem o contrário. 

Fitoterápicos

medicamento fitoterapico 0217 1400x800
kazmulka/Shutterstock

De acordo com Caroly Cardoso, membro da Comissão Assessora de Plantas Medicinais e Fitoterápicos do Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo (CRF-SP), os antidepressivos fitoterápicos são eficazes, pois regulam os níveis de neurotransmissores, que geralmente estão irregulares em pessoas com depressão. “Ele influenciam a noradrenalina e a serotonina, além da dopamina em menor escala. Porém, também é indicado complementar o tratamento com psicoterapia”, explica a profissional.

Ainda segundo a especialista, o ideal é que estes medicamentos sejam utilizados sozinhos, sem serem combinados com remédios alopáticos, que são os tradicionais. Essa recomendação é feita para que não hajam interações químicas que prejudiquem a ação das fórmulas.

Caroly Cardoso também afirma que a grande vantagem de se usar remédios naturais para depressão é que eles não causam dependência. Todavia, o presidente da ABP, Antônio Geraldo da Silva, defende que os medicamentos comuns também não causam vício.

Homeopáticos

homeopatia vidro funciona 0117 1400x900
Peter Macdiarmid/Getty Images

A homeopata e pediatra Ligia Maria Comerlatti explica que a homeopatia funciona para diversas doenças, entre elas a depressão. O método é baseado na utilização de substâncias por meio do “princípio da semelhança”, em que é selecionado um composto que provoque sintomas semelhantes aos que a condição do paciente causa. Depois, essa fórmula é diluída de modo a neutralizar suas propriedades negativas e potencializar o efeito benéfico.

“Os antidepressivos homeopáticos tratam a causa da depressão, não os sintomas, e é por isso que são eficazes. Eles agem bem em casos leves e moderados, mas não nos profundos”, explica. Em casos mais grave, de acordo com a especialista, o indicado é fazer uso dos alopáticos.

Antidepressivos naturais mais usados

De acordo com a farmacêutica Caroly Cardoso, os compostos mais utilizados para fórmulas de antidepressivos naturais são passiflora, valeriana, kava-kava, mulungu, crataegus, adonis, guaraná, catuaba, camomila, melissa e lipia.

Todavia, vale lembrar que todo e qualquer remédio deve ser receitado por um médico, visto que a automedicação, mesmo a de fórmulas naturais, pode causar efeitos colaterais. 

Em cápsulas, comprimido ou chá? 

remedio sintomas infeccao 1116 1400x800
Andrey_Popov/Shutterstock

Independente da forma do medicamento, o ideal é ter orientação médica e buscar produtos de indústrias farmacêuticas aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

Alimentos contra depressão

suco de maracuja com folha 0117 1400x800
Charoenkrung.Studio99/Shutterstock

Apostar em um cardápio balanceado traz diversos efeitos benéficos para o corpo, principalmente se forem administrados alguns alimentos que têm ação calmante. Apesar de não curarem a depressão, eles podem contribuir com o tratamento. 

A nutricionista Denise Real indica principalmente os que são fonte de triptofano, um aminoácido essencial para evitar depressão, insônia e até hipertensão arterial. Entre os que contêm a substância estão banana, amêndoas, nozes, semente de girassol, castanha de caju e peixes. Além deles, chocolate amargo, abacate, maracujá, folhas e legumes verdes são bons para afastar a tristeza profunda.

Depressão: tratamento e diagnóstico