mulher

Enxaqueca com aura: TUDO sobre a dor de cabeça muito forte com múltiplos sintomas

dor cabeca enxaqueca 0217 1400x800
GOED/shutterstock

Sentir dores de cabeça intensas com aura visual ou sensações de dormência, vertigem ou formigamento são sintomas de enxaqueca com aura. Doença neurológica caracterizada principalmente pela cefaleia frequente, esse tipo de problema não costuma ser perigoso, mas pode reduzir a qualidade de vida ao ponto de impedir atividades do dia a dia. 

O que é

enxaqueca com aura 1400x800 0217
Sebastian Kaulitzki/shutterstock

Enxaqueca com aura é uma doença em que o indivíduo tem determinados sintomas, chamados de auras, antes da crise. A aura mais comum é a visual, em que o paciente vê pontos luminosos, flashes, imagens distorcidas ou enxerga como um caleidoscópio. Outros tipos de auras incluem dormência, formigamento, dificuldade para falar ou vertigem intensa. 

Estes sinais aparecem de cinco minutos a uma hora antes de a cefaleia começar e podem desaparecer ou permanecer após isso.

Sintomas de enxaqueca com aura

Além da aura, o problema pode ser acompanhado por outros sintomas, que também são característicos da enxaqueca clássica. Veja os principais:

  • Dor de cabeça unilateral e intensa
  • Sensibilidade à luz e a barulhos
  • Náuseas
  • Vômitos

Causas

fator genetico dna 1216 1400x800
Konstantin Faraktinov/Shutterstock

A enxaqueca tem causas genéticas, conforme explica o neurologista do Hospital Samaritano de São Paulo, Marcelo Calderaro: "A doença existe por uma pré-disposição dos genes, mas as crises são motivadas por agentes desencadeadores, chamados de gatilhos".

Os desencadeantes que provocam enxaqueca são inúmeros, como variações hormonais, anticoncepcionais, alguns alimentos, mudanças no padrão de sono, jejuns prolongados, esforço físico e estresse. Todavia, o efeito de cada fator varia de pessoa para pessoa. "Alguns pacientes podem ter enxaqueca por comer chocolate, outros não. É muito individual", explica Calderaro.

É perigoso?

De acordo com o médico, esse tipo não é mais perigoso que a versão clássica, mas pode incomodar mais devido aos sintomas. "Ela não mata, mas maltrata. A dor da enxaqueca e as auras podem ser limitantes para as atividades do dia a dia, tanto que ela é considerada pela Organização Mundial da Saúde como uma das 20 doenças que mais causam prejuízos de qualidade de vida", explica o profissional.

Doenças cardiovasculares e AVC

Estudos apontam que o distúrbio está ligado ao aumento do risco de doenças cardiovasculares e AVC, principalmente por alterar o mecanismo dos vasos sanguíneos, o que intensifica a necessidade de acompanhamento médico periódico.

Vale lembrar que é preciso saber as diferenças entre dor de cabeça e AVC, visto que os sintomas dos dois quadros se confundem. Crises de dor súbita que têm padrões diferentes e com frequência incomum devem ser encaradas com atenção, principalmente se houver outros sinais juntos, como febre, vômito, confusão mental, perda de força, convulsão e visão turva. Nestes casos, o mais indicado é buscar ajuda médica imediatamente. 

Enxaqueca com aura e anticoncepcional

Todavia, alguns fatores podem elevar ainda mais essa probabilidade. "Há discussões médicas que indicam que mulheres acima de 35 anos, com enxaqueca aura, que fazem uso de anticoncepcional e que são fumantes têm muito mais risco de ter problemas cardiovasculares", explica o Dr. Marcelo Calderaro.

Tratamento da enxaqueca com aura

remedio 1216 1400x800
danvostok/shutterstock

Como a enxaqueca não tem cura, basta tratá-la. Segundo o neurologista Marcelo Calderaro, o tratamento mais comum é a junção de três hábitos, a prática de atividades físicas, a definição de padrões de sono e o manejo do estresse. Geralmente, essas medidas são suficientes para reduzir a frequência e intensidade das crises.

Medicamentos

Em casos graves desta doença neurológica, que são caracterizados por uma alta interferência na rotina, o neurologista pode receitar remédios para amenizar a dor e tratamentos preventivos. Porém, esta análise só pode ser feita com orientação especializada. 

Tratamento caseiro: como aliviar as crises?

mulher com enxaqueca 0217 1400x800
Africa Studio/Shutterstock

Saber o que fazer durante uma crise de enxaqueca é algo relativo e que varia de acordo com os sintomas sentidos. Se há sensibilidade à luz, procure repousar em algum lugar escuro. O mesmo vale para o som, visto que há quem sinta a dor piorar com barulhos altos.

A prática de atividades físicas ainda pode intensificar a dor para algumas pessoas. Se você se encaixa nesse grupo, evite se exercitar durante os episódios. 

Já a suspensão de alimentos e outros fatores desencadeantes deve ser acompanhada por um profissional, visto que o mesmo indivíduo pode ter diversos gatilhos e muitos não são evitáveis, como as mudanças hormonais, além de ser difícil identificar o que provoca a dor. 

Mais sobre enxaqueca