Lady Gaga revela doença mental decorrente de trauma: “Meu segredo mais profundo”

lady gaga 1216 1400x800
Kevork Djansezian / Stringer/ gettyimages

A cantora Lady Gaga revelou recentemente que sofre já há alguns anos com uma doença mental chamada Transtorno de Estresse Pós-traumático. Ela contou este que é “seu segredo mais profundo” durante visita ao Harlem's Ali Forney Center, um abrigo para jovens lésbicas, gays, bissexuais e transexuais que não têm onde morar.

Lady Gaga tem Transtorno de Estresse Pós-traumático (TEPT) 

“Essas pessoas sobreviveram a traumas […] e o meu próprio trauma me ajuda a entender o trauma deles”, disse a cantora ao programa Today, da Rede NBC, que fez a cobertura da visita.

“Eu não tenho o mesmo tipo de problema que vocês têm", disse a cantora aos jovens, em sua maioria com problemas familiares devido à não aceitação da homossexualidade ou transexualidade. "Mas eu tenho uma doença mental e eu luto com ela todos os dias. Eu tenho Transtorno de Estresse Pós-traumático e eu nunca contei isso a ninguém antes”.

A cantora disse ainda que a bondade com que ela foi tratada pelos médicos, pela família e pelos amigos foi o que realmente salvou sua vida. Essa experiência a inspirou a criar a campanha Share Kindness (algo como “Compartilhe bondade”) encabeçada pelo Today Show e pela Fundação Born This Way, criada por Lady Gaga e sua mãe Cynthia Germanotta, cujo objetivo é alcançar 1 milhão de atos de bondade.

Como é conviver com a doença, segundo Gaga

Em carta aberta publicada no site da Fundação Born This Way, Lady Gaga falou sobre a convivência com o transtorno e todos os desafios que vieram com ele.

“É um esforço diário para mim, mesmo quando estou gravando, regular meu sistema nervoso para não entrar em pânico em circunstâncias que para muitas pessoas é normal. Por exemplo, sair de casa ou ser tocada por estranhos que simplesmente querem compartilhar seu entusiasmo pela música”, diz a cantora em um trecho.

“Eu também tenho algo chamado 'dissociação', que significa que minha mente não quer reviver a dor então “eu olho para longe” em um estado vidrado. Como meus médicos me disseram, eu não consigo expressar meus sentimentos porque meu córtex pré-frontal (a parte do cérebro que controla a lógica e ordena os pensamentos) é suprimida pela amídala (parte do cérebro que guarda memórias emocionais) e me envia uma resposta de luta ou fuga. Meu corpo está em um lugar e minha mente está em outro. É como se o acelerador do pânico na minha cabeça ficasse emperrado e eu fico paralisada de medo.

Quando isso acontece, eu não consigo falar. Quando acontece repetidamente, eu tenho uma reação comum do TEPT: eu me sinto deprimida e incapaz de funcionar como de costume. É mais difícil fazer meu trabalho. É mais difícil fazer coisas simples como tomar banho. Tudo se torna mais difícil. Além disso, quando eu não consigo regular minha ansiedade, o resultado pode ser uma somatização, que é a dor corporal causada pela inabilidade de expressar minha dor emocional em palavras”, descreveu Gaga, com o intuito de informar outras pessoas que possam sofrer com sintomas similares.

Causas do Transtorno de Estresse Pós-traumático 

O estresse pós-traumático aparece depois que o indivíduo é vítima ou testemunha uma situação de violência. Uma das causas recorrentes de TEPT é o estupro. Na Holanda, uma mulher de 20 anos foi autorizada a fazer eutanásia por não conseguir mais conviver com os sintomas do Transtorno de Estresse Pós-traumático decorrentes de 10 anos de abuso sexual.

Lady Gaga revelou recentemente, durante a premiação do Oscar de 2016, que foi vítima de abuso sexual. Ela foi estuprada quando tinha 19 anos e levou mais de 7 anos para contar a alguém. Apesar de a reportagem da NBC dar indícios de que foi essa a causa, a cantora não afirmou que o estupro foi a causa de seu TEPT.

Consequências do TEPT 

O Transtorno de Estresse Pós-traumático envolve um conjunto de sintomas físicos, emocionais e psicológicos que podem variar. Muitas pessoas convivem com flashbacks do episódio traumático e podem desenvolver anorexia severa, depressão e alucinações.

Para tratar o TEPT e alcançar o bem-estar emocional, é necessário fazer um acompanhamento com psicólogo e psiquiatra, que poderá prescrever o uso de medicações, se assim for necessário. Vale também apostar em ações que tragam felicidade e satisfação, assim como Lady Gaga acredita em fazer o bem a outras pessoas. 

Outros transtornos psiquiátricos