mulher

Benefícios e malefícios da batata-doce: tireoide pode ser afetada se consumir errado

batata doce beneficios maleficios 1116 1400x800 2
iStock

Já ouviu dizer que a batata-doce faz bem e é melhor do que a batata inglesa, aquela mais comum que comemos? É verdade. Essa raiz é uma excelente fonte de energia que contém diversos minerais e vitaminas importantes para o funcionamento do organismo. Contudo, como todo alimento, pode ser prejudicial se consumida sem orientação e cuidado, causando riscos. 

Propriedades

É rica em fibra solúvel e, ao entrar em contato com a água, forma um gel capaz de reduzir a absorção de glicose e lipídios, ajudando a controlar o colesterol e a diabetes. O componente também propicia uma digestão lenta, o que auxilia no trânsito intestinal, contribui com a sensação de saciedade (tira a fome) e fornece energia durante longos períodos. "Outra vantagem da raiz é que ela é um carboidrato de baixo índice glicêmico, que eleva pouco o nível de açúcar no sangue, o que contribui para a saúde cardiovascular e a dieta", explica a nutricionista Adriana Ávila.

batata doce cozida panela 1116 1400x800
Marrakeshh/iStock

Possui quantidades significativas de minerais como cálcio, responsável pela saúde dos ossos e dentes; magnésio, que ajuda na disposição e energia; ferro, elemento imprescindível para o funcionamento das células; e potássio, determinante para evitar câimbras. Sua composição também tem vitamina A, que auxilia na visão; C, que age fortalecendo o sistema imunológico; B6, essencial para o funcionamento das células; e ácido fólico, que protege o sistema nervoso. Além disso, tem o antioxidante criptoxantina, eficaz contra a ação dos radicais livres, moléculas que podem oxidar células saudáveis, prejudicando o funcionamento do organismo.  

Para quem malha

A raiz ganhou fama graças aos efeitos positivos para quem pratica atividade física. É um carboidrato que é lentamente absorvido pelo organismo e que não eleva o nível de açúcar no sangue, pois tem um nível glicêmico baixo. Dessa forma, a energia é liberada lentamente durante o exercício, fornecendo combustível do começo ao fim. A batata-doce também possui nutrientes ótimos para quem gosta de se movimentar, como o potássio, que previne cãibras e fraqueza muscular.

Antes ou depois do treino?

O ideal é consumir antes, assim o alimento terá tempo para fornecer energia para a atividade física.

Contra diabetes, AVC e infarto

diabetes sintomas 1016 1400x800
HelgaMariah/Shutterstock

Como não tem a capacidade de aumentar muito o açúcar no sangue, pode ser consumida por diabéticos. Suas fibras solúveis também auxiliam na redução dos níveis de glicose, pois aderem ao colesterol e impedem sua passagem para a corrente sanguínea, cuidando da saúde cardiovascular e prevenindo doenças como AVC e infarto. 

Na gravidez

Além de fornecer energia, essencial para as futuras mães lidarem com as alterações que ocorrem no corpo durante gestação, a raiz contém em ferro e ácido fólico, nutrientes que evitam a anemia, além de vitamina C, que aumenta a cicatrização e a absorção de ferro.

O potássio presente no alimento previne a hipertensão. Já a vitamina A tem papel importante na formação do bebê e na imunidade da mãe. 

Frequente na gravidez, a prisão de ventre pode ser amenizada com o consumo de batata-doce, visto que suas fibras ajudam a regular o intestino. Também tem uma ação importantíssima porque reduz as taxas de glicose e colesterol no sangue, evitanto a diabetes gestacional e problemas cardíacos.

De acordo com a nutricionista Adriana Ávila, as grávidas devem comer no máximo 70 gramas de batata-doce diariamente.

barriga gravida ilustracao 1116 1400x700
NREY/Shutterstock

Diminui o colesterol

É constituída de fibras solúveis que, ao serem digeridas, se unem às gorduras e aos açúcares e fazem com que eles sejam eliminados por meio das fezes. O processo melhora as taxas de colesterol total. Porém, é válido lembrar que seu consumo deve estar associado a uma dieta equilibrada e com ingestão abundante de água, que é determinante para garantir a ação benéfica das fibras.

Contra a artrite

A ação antioxidante da criptoxantina é capaz de colaborar com a prevenção de doenças como a artrite, já que combate os radicais livres relacionados ao problema.

Faz mal?

cancer de tireoide 0916 1400x800
John T Takai/shutterstock

Assim como outros alimentos, o consumo excessivo pode trazer efeitos colaterais. Por conter substâncias goitrogênicas, que atrapalham a absorção de iodo, a batata-doce na dieta está associada à incidência de disturbios da tireóide, como o hipotireoidismo, gipertireoidismo, tireoidite de Hashimoto, doença de Graves e câncer de tireoide. Para evitar o dano, é preciso cozinhar o alimento, já que o processo elimina esta característica nociva.

“É recomendado consumir essa raiz em sua versão orgânica”, enfatiza a nutricionista esportiva funcional Giovana Canno. “Essa é uma medida importante porque a estrutura de amido resistente da batata-doce absorve os agrotóxicos, causando diversas desordens metabólicas que podem atrapalhar o emagrecimento e aumentar as chances de doenças como o câncer”, conclui. 

Batata-doce engorda ou emagrece?

corpo gordo magro 1116 1400x800
Evgenia B/Shutterstock

Muitas vezes os carboidratos são vistos como os malfeitores da dieta, mas se soubermos escolher com cuidado, eles podem até mesmo auxiliar na perda de peso. Por exemplo, a batata-doce é um carboidrato que ajuda a emagrecer pois possui pouco açúcar e promove uma digestão demorada, o que contribui para afastar a fome e evitar deslizes na dieta. Além disso, a raiz é boa para o funcionamento do intestino, o que também contribui na balança.

Por outro lado, se o objetivo for ganhar peso, como é muito comum para pessoas que sofrem por serem magrinhas demais, essa raiz pode ser uma grande aliada. O motivo é também o índice glicêmico baixo do alimento. O carboidrato faz ganhar peso, mas não sendo o de baixo índice glicêmico, é possível que se engorde e ganhe barriga. A batata doce faz com que seja possível ganhar peso sem, necessariamente, "ficar gordinho".

Tipos de batata-doce

tipos de batata doce 1116 1400x800
Aurawan Namloei/Shutterstock

No Brasil, é possível encontrar quatro tipos de batata doce:

  • Branca: polpa seca e pouco doce
  • Amarela: polpa seca e doce
  • Roxa: casca e polpa são roxas e seu gosto é adocicado
  • Avermelhada: doce, com casca avermelhada e polpa amarelada

Não há grandes diferenças nutricionais entre cada tipo, mas para a nutricionista Giovana Canno, a batata doce roxa se destaca por possuir mais vitaminas e minerais em relação às outras.

Como fazer e consumir?

prato de batata doce cozida 1116 1400x800
bitt24/Shutterstock

O ideal é optar pelas formas mais saudáveis, como cozida, assada ou em purê, já que preparar a versão frita acarreta em mais calorias e gordura.

Quanto à quantidade de batata-doce por dia, a nutricionista Giovana Canno explica que não há uma recomendação global, já que o consumo de macronutrientes é individualizado de acordo com os hábitos de cada pessoa, como a prática de exercícios físicos. “O ideal é consultar um nutricionista. Ele poderá calcular o gasto calórico da pessoa e assim determinar qual é a quantia de batata doce e de outros carboidratos que ela deve consumir, criando uma dieta equilibrada e saudável”, conta. 

Receitas com batata doce