mulher

Atitudes de Petrix geram mal-estar no "BBB" e público questiona real gravidade das cenas

petrix bbb flayslane 012020 1400x800
Globo/Victor Pollak

Há poucos dias, a Globo estreou mais uma temporada do "Big Brother Brasil", que este ano chega à vigésima edição, trazendo novamente uma overdose de tretas, personagens caricatos e tomando conta do debate público, especialmente nas redes sociais. E é nesse espaço de intensa discussão que se viu nos últimos dias uma escalada de inconformismo, alimentada por atitudes do ginasta Petrix Barbosa.

Apesar das declarações machistas da maioria dos participantes do programa, os gestos de Petrix extremamente físicos com as "sisters" estão causando, no mínimo, uma situação de desconforto entre os telespectadores.

As cenas exibidas no programa dividiram a opinião do público entre fãs que pedem a expulsão de Petrix por supostos abusos sexuais e aqueles que afirmam não verem qualquer tipo de crime no comportamento do ginasta.

De fato, até pouco tempo, atos semelhantes jamais levantariam esse tipo de discussão, mas atualmente não é tão simples assim. E tudo pode ter mudado com uma lei que está em vigor a menos de dois anos e que eliminou a zona cinzenta de agressões intermediárias entre o estupro e nada. Entenda:

Petrix e Bianca Andrade no "BBB20"

petrix casa bbb20 012020 1400x934
Globo/Victor Pollak

Na primeira festa do "BBB 20", uma atitude de Petrix chamou a atenção dos telespectadores na madrugada. Visivelmente bêbada, Bianca Andrade aceitou que o ex-atleta estralasse as suas costas.

O que era para ser uma gentileza foi encarado com desconfiança por quem acompanhou a cena ao vivo. Após abraçar Bianca, Petrix chacoalha a participante com as mãos quase em seus seios.

"Gente, é um absurdo o que esse Petrix fez com a Bianca! Eu tô com ódio", disse a cantora Lexa. "Se isso aqui não é assédio e abuso de pessoa em situação de incapacidade, eu sou uma tangerina", escreveu o youtuber e influencer Felipe Neto. Ana Paula Renault, ex-participante do reality, também se manifestou sobre o tema em rede social.

Após a comoção do público, Bianca foi chamada ao confessionário para falar sobre o caso.

A influencer negou ter se sentido desconfortável e o programa decidiu por não levar o assunto adiante, apesar de Boca Rosa ter afirmado no confinamento de que não se lembrava de muito do que aconteceu na festa.

De acordo com a promotora de Justiça do MP-SP Celeste Leite dos Santos, é indicado encaminhar a vítima de um possível crime sexual para uma Delegacia da Mulher ou ao próprio Ministério Público do Rio de Janeiro, para que seu depoimento fosse acolhido por pessoas treinadas e habituadas com esse tipo de violência.

"Nesse caso, especificamente, ela está participando de um programa de TV e pode não se sentir confortável para depor naquele ambiente, onde tudo o que ela fala pode influenciar na visão que as pessoas têm dela. Me parece que esse depoimento não tem qualquer validade e a emissora tem responsabilidade civil com os participantes do programa", afirma a promotora.

Depois da primeira festa, não demorou para que mais uma atitude de Petrix causasse incômodo em quem acompanha o reality show. Logo após o anúncio do primeiro eliminado da competição, Bianca foi conversar com o ginasta e recebeu um abraço, no mínimo, exagerado do atleta.

No vídeo, o estranhamento de Flayslane ao presenciar a cena é visível. O trecho foi compartilhado inúmeras vezes nas redes sociais e gerou uma nova onda de reclamações. Veja a cena:

Petrix e Flayslane no "BBB 20"

Recentemente, uma nova série de acontecimentos incendiou as redes sociais. Em mais uma festa, Petrix foi acusado de "rondar" Bianca Andrade, que chegou até a pedir para não ser agarrada por ser comprometida. O ex-atleta também abraçou Mari Gonzalez e muitas pessoas acreditam terem visto ele apalpando os seios da moça.

O auge da noite, no entanto, aconteceu com Flayslane. Visivelmente bêbada, a sister estava sentada no chão da sala quando o rapaz esfrega suas partes íntimas na cabeça da moça do grupo Pipoca.

A cena foi acompanhada pelos amigos do atleta na casa e Lucas chegou ainda a satirizar o ato. "O famoso quebra nozes", afirmou o brother fazendo Petrix cair na risada. Veja:

No Twitter, muitas das pessoas que se posicionaram sobre o tema avaliaram as ações do ginasta como crime sexual e pediram sua expulsão do programa.

"Hey, Boninho, a respeito do Petrix esfregando sua genitália na cabeça da Flayslane - que estava claramente bêbada. Vai ficar por isso mesmo? Esse Chernobyl já deveria ter sido expulso desde o episódio com a Boca Rosa", reclamou o youtuber Felipe Castanhari.

Algumas pessoas questionaram que tipo de exemplo a Globo passará para a sociedade com a falta de uma punição a Petrix, ressaltando, inclusive, que, em situações semelhantes, não importa se a vítima está ou não sob efeito de álcool.

Importunação sexual

Segundo a promotora Celeste Leite dos Santos, a cena em que Petrix esfrega as genitálias na cabeça de Flayslane, que estava embrigada, pode ser considerada, no mínimo, como importunação sexual.

Desde de 24 de setembro de 2018, quando a Lei de Importunação Sexual (nº 13.718) entrou em rigor, é considerado crime "praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro". A pena varia de um a cinco anos de reclusão, podendo ser aumentada em caso de constituir um crime mais grave, como estupro.

"A partir de 2018, todos os crimes sexuais no Brasil são de ação penal pública incondicionada. Isso significa que a vítima não precisa apresentar a denúncia. O Ministério Público do Rio de Janeiro pode, a partir do vídeo, instaurar o inquérito policial e investigar o 'BBB20', colher depoimentos dentro da casa e dos participantes", afirma a promotora.

shutter1810 justica
Shutterstock

Outro fator importante a ser ressaltado é que a embriaguez tem interpretações diferentes para agressor e vítima. No caso da vítima, a bebida a coloca em situação de vulnerabilidade. Já para o agressor, caso seja mostrado que a embriaguez não foi totalmente involuntária, mas usada para desinibir e estimular a prática criminosa, ela pode ser considerada um agravante à pena.

"Nesse caso, a conduta dele em outras situações, o histórico no programa, vai pesar na interpretação da Justiça. O comportamento dele em outras festas mostra que a embriaguez e as atitudes dele não são involuntárias, como quando uma pessoa toma um remédio, por exemplo, ou que foi drogada contra sua vontade", explica Santos.

Outro fato que chama a atenção na cena de Flayslane é que os amigos satirizam a cena, sendo que Lucas chega a chamar o ato de "quebra nozes", arrancando risos de todos. "Aquela cena me incomodou por concurso de crimes. Essas pessoas assistindo, estimulando, sem acudir a vítima, podem responder junto com ele como partícipes", conclui a promotora.

Petrix foi vítima de assédio sexual

petrix foto apresentacao 012020 1400x2101
Globo/Paulo Belote

Esta não é a primeira vez que Petrix tem seu nome envolvido em um caso de crime sexual - da outra vez, contudo, ele foi a vítima.

Em abril de 2018, Petrix veio a público denunciar abusos do ex-técnico da seleção brasileira Fernando de Carvalho Lopes, responsável por treiná-lo na infância e adolescência. Na ocasião, mais de 40 ginastas e ex-ginastas afirmaram ter sofrido assédio e o profissional foi afastado da seleção nacional às vésperas dos Jogos Olímpicos do Rio.

Passados dois anos, algumas pessoas decidiram trazer o assunto à tona nos últimos dias, diante dos acontecimentos envolvendo o rapaz dentro do confinamento. "Fico me perguntando como uma pessoa que foi a público denunciar um crime de assédio importantíssimo consegue agir dessa forma", questionou um internauta.

* Com reportagem de Ana Paula Ferreira e Rebeca Tosta, repórteres do VIX.

Polêmicas do BBB20