Youtuber faz vídeo com denúncia forte de estupro em cruzeiro para alertar outras jovens

View this post on Instagram

for you

A post shared by V E E (@vidcg) on

Vitória Castro usou seu canal no YouTube para denunciar que foi vítima de estupro durante uma viagem de navio, patrocinada por uma famosa marca de óculos. A blogueira conta que apesar de difícil, resolveu publicar seu relato como uma maneira de usar sua influência para conscientizar e alertar outras jovens sobre o crime.

De acordo com o Atlas da Violência, só no ano de 2018, foram contabilizados 49.497 casos de estupro no Brasil, que para a pesquisa não reportam o verdadeiro cenário do País, já que os crimes são subnotificados.

YouTuber denuncia que foi vítima de estupro

A youtuber, que tem mais de 900 mil inscritos em seu canal e mais de um milhão de seguidores no Instagram, conta que o crime aconteceu em um navio patrocinado pela Chilli Beans, famosa no segmento de óculos. A influencer diz que a marca, inclusive, se comprometeu a ajudar a youtuber em seu tratamento psicológico, que foi iniciado logo após o crime.

O relato começa com Vitória contando que procurou uma delegacia assim que saiu do navio, mas não conseguiu registrar a ocorrência, devido a seu estado psicológico abalado e as condições nada acolhedoras em que se encontrava.

“Eu não ia gravar esse vídeo, eu não sei nem por onde começar. Eu tentei denunciar. No dia que aconteceu isso eu fui na delegacia à noite e quando eu cheguei lá, falamos com os policiais, e minhas amigas foram me fazer companhia", começa.

View this post on Instagram

🍑 bad girls break hearts 🍑

A post shared by V E E (@vidcg) on

De acordo com o Atlas da Violência 2018, em casos de crimes como o que Vitória sofreu, é muito comum que as mulheres acabem não reportando às autoridades competentes casos de assédios e estupros, pois a cultura do estupro desacredita e intimida a mulher.

"A gente ficou sentada uns 10 minutos esperando ser chamada [para registrar o Boletim] e só de ficar ali sentada, começou a me dar uma agonia. Tinham outras pessoas esperando para serem atendidas, criança chorando e eu já não estava bem. Meu psicológico não estava legal e eu falei com a minha amiga: ‘Olha, eu não estou me sentindo bem e eu quero sair daqui’”, conclui.

View this post on Instagram

ô RJ, tão lindo, mas tão quente ☀️

A post shared by V E E (@vidcg) on

A jovem segue contando o que aconteceu e retrata outro sentimento bastante comum entre as mulheres que sofrem assédio - nas suas mais variadas formas - e acabam por não acreditar no sistema judiciário brasileiro. No caso da influencer, ela explica que uma de suas assessoras chegou a buscar orientação com um advogado sobre como proceder legalmente e foi logo desacreditada a seguir em frente.

"O advogado disse que não ia dar em nada, que eu não tinha provas o suficiente", conta.

View this post on Instagram

sorrisin

A post shared by V E E (@vidcg) on

A blogueira então fala que apesar de não ter sido encorajada a seguir com a denúncia nas autoridades cabíveis, ela resolveu compartilhar sua experiência traumática como uma forma de alerta e sororidade. "Estou gravando esse vídeo porque eu não consegui denunciar e eu queria usar a influência que eu tenho para conseguir alertar algumas garotas e, quem sabe, conseguir justiça”, explica.

No relato, Vitória acusa um ex-BBB de estupro (sem revelar a identidade) após uma festa no navio e afirma que inúmeras vezes afirmou ao rapaz que não queria ter relações sexuais com ele. Sua vontade, no entanto, não foi atendida e o crime aconteceu em uma das cabines do cruzeiro.

O vídeo abaixo mostra o depoimento completo da jovem, que compartilha mais detalhadamente como tudo aconteceu.

Crimes sexuais no Brasil