Antonia Morais revela que teve fotos editadas e dá uma verdadeira AULA de amor próprio

Ao lado de Gloria Pires, a atriz Antonia Morais participou de um evento sobre beleza, na cidade de São Paulo, e emocionou muita gente ao lembrar publicamente de um episódio marcante em sua vida artística.

Aos 26 anos, ela discursou diante de jornalistas e influenciadores sobre empoderamento e autoaceitação, dando como exemplo uma situação que vivenciou quando fez sua primeira capa de revista. Sua fala acabou sendo uma grande lição de amor próprio a todas as mulheres. Entenda:

Discurso empoderado de Antonia Morais

Em evento da marca Cicatricure, Antonia falou sobre como encara as “marcas da vida” que carrega em seu corpo, usando como exemplo a vez em que estampou sua primeira capa de revista. A atriz recordou que, depois de ser fotografada, percebeu que as imagens haviam sido editadas e que as cicatrizes em sua pele acabaram sendo “apagadas”.

Diante da situação, a artista disse que se sentiu incompleta e que tem muito orgulho dessas marcas, porque “são a história da sua vida”. Além disso, ela também estendeu esse mesmo discurso para as estrias e celulites que temos em nosso corpo, reforçando a importância do movimento de empoderamento das mulheres.

“Vejo que agora as mulheres estão colocando fotos nas redes sociais com estrias, celulites e isso faz parte do nosso corpo, isso é lindo, são as marcas da nossa vida que a gente carrega. Fico aliviada por essa geração, pela que vem e por todos que são afetados pelo movimento de empoderamento. Quando esse movimento começou, eu senti um alívio não só por mim, mas por todas as mulheres”, afirmou emocionada.

Content temporarily unavailable: https://www.instagram.com/p/BsbK5atApzH/

Na sequência, a irmã de Cleo Pires, que também já refletiu sobre amor próprio nas redes sociais, ainda aproveitou a ocasião para mandar um recado tocante a todo mundo que ainda tem dificuldade em enfrentar os padrões estéticos e assumir seu próprio corpo, do jeito que é.

“É claro que, no futuro, se eu quiser tratar as minhas rugas, se eu quiser aplicar alguma coisa, tudo certo. Mas a gente não pode aniquilar quem a gente é. E temos nossas marcas, temos nossa história. Então, as cicatrizes, as estrias, as celulites são as nossas escolhas, são as nossas histórias, quem a gente é. Vamos aceitar isso! O futuro é esse: aceitação, empoderamento e beleza, porque beleza é felicidade e liberdade”, disparou.

Elas também deram grandes lições de amor próprio