Claudia Leitte se manifesta após polêmica por fala machista de Silvio Santos no Teleton

Silvio Santos gerou polêmica na apresentação da campanha do Teleton 2018 (SBT) após recusar um abraço da Claudia Leitte. O motivo da atitude foi que o gesto [de abraço] da cantora o deixaria excitado. Não parou por aí: ele aproveitou para falar - de forma machista - sobre a roupa dela.

Silvio Santos deixa Claudia Leitte constrangida ao vivo

Quando ele recusou o abraço e falou da excitação, a cantora ficou constrangida e tentou minimizar a situação ao vivo.

“Você quis dizer excitado de euforia, de entusiasmo, né? ”. No entanto, ele reafirmou a mesma frase com uma conotação sexual. “Não, excitado é de excitado mesmo”.

O apresentador não parou nesta frase e seguiu fazendo algumas observações sobre a roupa da cantora, que estava com um vestido pink curto e sem decote.

"O que aconteceu? Você perdeu o marido, o namorado? Eu nunca tinha te visto de pernas de fora. Alguma coisa certamente aconteceu", falou. "Acho que a gente fica mais segura com o passar do tempo", respondeu Claudia Leitte para tentar contornar a situação.

Claudia Leitte se manifesta após fala de Silvio Santos

Após o ocorrido e a grande divulgação do ocorrido, ela usou as redes sociais para desabafar sobre a fala machista do apresentador Silvio Santos.

“Aonde quer que eu vá, minha entrega é total. Tem que ser com todo amor do mundo, especialmente quando se trata de contribuir para o bem de alguém. Senti-me constrangida sim!”, contou ela.

Ela ressaltou que esse episódio demonstra o que acontece com muitas mulheres - durante todos os dias - em muitos lugares.

View this post on Instagram

Aonde quer que eu vá, minha entrega é total. Tem que ser com todo amor do mundo, especialmente quando se trata de contribuir para o bem de alguém. Senti-me constrangida sim! Quando passamos por episódios desse tipo, vemos em exemplificação, o que acontece com muitas mulheres todos os dias, em muitos lugares. Isso é desenfreado, cruel, nos fere e nos dá medo. A provocação vem disfarçada de piada, e as pessoas riem, porque acostumaram-se, parece-nos normal! E lá se vai a nossa vida, cheia de reflexões quanto ao que usar como artista, como empresária, como esposa, como amiga, como empregada, como patroa... como mulher. Até que horas podemos estar nas ruas? Aprendemos a nos esquivar. Fizemos concessões porque fomos educadas assim. Mas, nós que somos vítimas! “Ah, mas se estivéssemos usando outra roupa?” Definitivamente a culpa não é do que estamos usando! A culpa é dessa atitude constrangedora e de dois pesos e duas medidas. Somos livres! Eu, como cantora, ciente do meu papel e da responsabilidade que carrego, sentia que precisava dizer isso a vocês, meus fãs, e a todas as pessoas, em especial às mulheres, que longe do olhar público sofrem todos os dias.

A post shared by Claudia Leitte🚩 (@claudialeitte) on

“Isso é desenfreado, cruel, nos fere e nos dá medo. A provocação vem disfarçada de piada, e as pessoas riem, porque acostumaram-se, parece-nos normal! E lá se vai a nossa vida, cheia de reflexões quanto ao que usar como artista, como empresária, como esposa, como amiga, como empregada, como patroa... como mulher. Até que horas podemos estar nas ruas? Aprendemos a nos esquivar".

Ela finalizou falando sobre a questão de liberdade da mulher.

"Fizemos concessões porque fomos educadas assim. Mas, nós que somos vítimas! 'Ah, mas se estivéssemos usando outra roupa?' Definitivamente a culpa não é do que estamos usando! A culpa é dessa atitude constrangedora e de dois pesos e duas medidas. Somos livres! Eu, como cantora, ciente do meu papel e da responsabilidade que carrego, sentia que precisava dizer isso a vocês, meus fãs, e a todas as pessoas, em especial às mulheres, que longe do olhar público sofrem todos os dias”, finalizou.

Leia o relato na íntegra:

"Aonde quer que eu vá, minha entrega é total. Tem que ser com todo amor do mundo, especialmente quando se trata de contribuir para o bem de alguém. Senti-me constrangida sim! Quando passamos por episódios desse tipo, vemos em exemplificação, o que acontece com muitas mulheres todos os dias, em muitos lugares. Isso é desenfreado, cruel, nos fere e nos dá medo. A provocação vem disfarçada de piada, e as pessoas riem, porque acostumaram-se, parece-nos normal! E lá se vai a nossa vida, cheia de reflexões quanto ao que usar como artista, como empresária, como esposa, como amiga, como empregada, como patroa... como mulher. Até que horas podemos estar nas ruas? Aprendemos a nos esquivar. Fizemos concessões porque fomos educadas assim. Mas, nós que somos vítimas! “Ah, mas se estivéssemos usando outra roupa?” Definitivamente a culpa não é do que estamos usando! A culpa é dessa atitude constrangedora e de dois pesos e duas medidas. Somos livres! Eu, como cantora, ciente do meu papel e da responsabilidade que carrego, sentia que precisava dizer isso a vocês, meus fãs, e a todas as pessoas, em especial às mulheres, que longe do olhar público sofrem todos os dias."

Frases machistas