explore

O que formou nuvem de poeira que "engoliu" cidades do interior de SP?

Na tarde do último domingo (26), uma imensa tempestade de poeira atingiu cidades do interior de São Paulo e as imagens rapidamente se espalharam pelas redes sociais.

A formação da densa nuvem vermelha que assustou moradores de Franca e outras cidades da região de Ribeirão Preto levantou dúvidas sobre a causa do fenômeno.

Tempestade de poeira no interior de São Paulo: causas

O fenômeno visto em Franca, Ribeirão Preto e outras cidades da região norte do estado de São Paulo, foi causado pela união de dois fatores: ventos fortes e baixa umidade do ar. 

De acordo com o site de informações meteorológicas Climatempo, a causa primária foi uma frente de rajada, que nada mais é que ventos fortes causados por uma instabilidade que se deslocava em direção à região. "De acordo com informações do aeroporto, as rajadas de vento chegaram a 92km/h", explica o site. 

Com a umidade relativa do ar em apenas 19%, foi levantada uma quantidade significativa de poeira do solo. Essas partículas podem ser transportadas por grandes distâncias. De acordo com a Agência Brasil, o fenômeno também foi registrado em Franca, Jales, Presidente Prudente e Araçatuba e em cidades do Triângulo Mineiro. 

Fenômenos Climáticos