explore

Agosto terá muitos dias gelados, 3 frentes frias e "sensação de que frio não passa"

frio sp 08 21 1400 800
iStock

Agosto começou com o resquício da massa de ar frio de origem polar que atingiu o Brasil no final de julho e derrubou as temperaturas em quase todas as regiões brasileiras.

Embora os termômetros estejam subindo gradativamente nesse início de mês, agosto terá três frentes frias e a sensação de frio ao longos dos 31 dias serão constantes.

Previsão para agosto: 3 frentes frias são esperadas

Embora agosto seja o mês mais seco do ano no Brasil, de acordo com o Climatempo, as previsões indicam chuva acima do normal neste ano em várias regiões, como norte do Paraná, Mato Grosso do Sul, grande parte do Sudeste, Rondônia, Acre e Amazonas.

Agosto também costuma ser um mês gelado e, de fato, os brasileiros sentirão mais frio do que o normal em toda a Região Sul, nos estados de São Paulo e Rio De Janeiro, parte do sul de Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, leste de Mato Grosso, Rondônia, Acre e parte do Amazonas.

sao paulo frio inverno 06 20 1400 800
Shutterstock

São previstas três frentes frias para o mês de julho e elas devem acontecer por volta do dia 5, na segunda quinzena do mês e na última semana de agosto, sendo que a primeira trará mais chuva e a segunda, mais frio.

Com o predomínio do ar frio, agosto terá vários dias gelados. Embora não haja previsão de uma massa de ar frio mais intensa do que as de julho, os brasileiros terão "aquela sensação de que o frio não passa", segundo o Climatempo.

Confira a tendência para cada região

Sul

frio basil 07 21 1400 800
iStock

A primeira frente fria chega à região Sul no início do mês, fazendo as temperaturas caírem e provocando muita chuva no Rio Grande do Sul. Chove também em Santa Catarina e no Paraná, mas os volumes não serão tão elevados.

Na segunda quinzena de agosto, uma moderada massa de ar polar deve avançar pela Região. Já na última semana do mês, uma massa de ar frio de maior intensidade provocará quedas nos termômetros no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e interior do Paraná, mas as menores temperaturas serão registradas entre os dias 15 e 20.

Sudeste

invern frio brasil 06 21 1400 800
iStock

O mês começa com elevação gradativa das temperaturas no Sudeste e pode até fazer calor em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, mas ao fim da primeira semana uma frente fria chega à região, derrubando as temperaturas.

Na segunda semana do mês, outra frente fria passará pelo Sudeste, provocando chuva e queda de temperatura novamente entre São Paulo e Rio de Janeiro.

No início da segunda quinzena, entre os dias 17 e 18, a terceira frente fria deve chegar à região, dessa vez acompanhada de uma massa polar de forte intensidade, fazendo a temperatura cair bastante nos quatro estados. O frio será mais prolongado e a temperatura só deve voltar a subir no início de setembro.

Centro-Oeste

goias centro historico 1120 1400x800
Marcia Cobar/shutterstock

O Centro-Oeste será atingido por duas frentes frias nas duas primeiras semanas de agosto. A massa de ar frio de ambas será moderada, com que de temperatura significativa somente no Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

Outra frente fria atingirá a região na segunda quinzena de agosto, desta vez, a massa de ar frio será de forte intensidade e provocará queda ampla de temperatura, o que trará risco de geada em Mato Grosso do Sul e no sul de Goiás.

Nordeste

praia do futuro fortaleza 0218 1400x800
ANDRE DIB/Shutterstock

As frentes frias não vão atingir o Nordeste e a temperatura deve subir em relação ao mês anterior. Com mais dias de sol e com pouca nebulosidade, a temperatura permanece estável e não são esperados eventos de frio ou calor extremos.

Norte

frio sao paulo 1400x800 0620
Victor Moriyama/Getty Images

Ao longo do mês a chuva diminui e a temperatura fica estável na maior parte da Região. Entre Manaus e Belém ainda deve chover de forma frequente, impedindo que a temperatura suba de forma mais significativa na região.

Já nos estados de Rondônia, Acre e sul do Amazonas, são esperados dois episódios de friagem em agosto, um na segunda e outro na terceira semana do mês, sendo que o último deve ser mais intenso e duradouro.

Inverno 2021