explore

Filhotinho de subespécie rara de girafa nasce no interior de São Paulo: veja fotos

girafa rara 1400x800 0920
divulgação/zooparqueitatiba

Um zoológico no interior de São Paulo registrou o nascimento de uma girafinha da subespécie Rothschild, uma das mais raras e ameaçadas no mundo.

O filhote, uma fêmea, nasceu de forma natural no dia 16 de setembro, com aproximadamente 1,80m de altura e 70kg no Zooparque Itatiba (cidade que fica a cerca de 90 km da capital) e é o único zoológico no Brasil a abrigar esta subespécie.

Girafinha rara nasce no interior de São Paulo

girafa rara 1400x800 0920 1
divulgação/zooparqueitatiba

A bióloga responsável pelo Zooparque Itatiba, Camila Piovani, explica que a reprodução do casal Hortência e Oscar aconteceu de forma natural. Um tratador observou a cópula e mudanças foram percebidas no corpo da fêmea ao longo dos meses.

A gestação das girafas dura cerca de 15 meses e nasce apenas um filhotinho por vez, eles ficam com as mães por um tempo de 15 a 18 meses e mamam até os 13 meses.

girafa rara 1400x2000 0920 1
divulgação/zooparqueitatiba

Antes do nascimento, uma área de maternidade foi construída no recinto para abrigar a futura mãe e o filhote.

De acordo com a bióloga, Hortência teve o parto natural normal dentro do padrão para as girafas, que pode demorar de 4 a 6 horas.

"Assim que o filhote nasceu, a mãe já começou a cuidar do filhote, ficando o tempo todo junto dele e fazendo a limpeza do bebê. Pouco mais de uma hora após o nascimento, o filhote já estava em pé e caminhando ao lado da mãe, e logo após aprender a dar os primeiros passos, também já começou a mamar", contou.

Esta é a primeira vez que o Zooparque registra o nascimento de um filhote de girafa.

girafa rara 1400x1200 0920 1
divulgação/zooparqueitatiba

"O fato de ser um filhote de girafa Rothschild só tornou o nascimento uma novidade ainda mais especial. Além de ser reflexo da preocupação que a instituição tem com o bem-estar dos animais sob seus cuidados, o nascimento deste filhote demonstra, mais uma vez, que o zoo está trabalhando de maneira empenhada na conservação das espécies", comentou Camila.

Toda a família girafa está sob a vigilância da equipe do zoológico. O cuidador Anderson Ferreira Silva fica ao lado do recinto o tempo todo, observando cada movimento e atento às necessidades dos animais. A veterinária responsável do zoo, Maria Fernanda Naegeli Gondim, está com a equipe de veterinária de prontidão, realizando os exames iniciais e acompanhando o desenvolvimento do filhote, monitorando sinais vitais e acompanhando se está mamando o suficiente.

girafa rara 1400x800 0920 3
divulgação/zooparqueitatiba

Quem visita o zoológico já pode observar Oscar, Hortência e a recém-nascida no recinto, porém, a observação pode ser restrita a qualquer momento a fim de preservar o bem-estar dos animais, ressalta a bióloga.

Subespécie é a mais ameaçada do planeta

Segundo a IUCN (Comissão de Sobrevivência de Espécies da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais), existem nove subespécies diferentes de girafas no mundo e a Rothschild é a mais ameaçada delas.

A girafa Rosthschild está classificada como quase ameaçada de extinção em função do declínio sofrido nas últimas três décadas. A estimativa é que existam cerca 2.100 indivíduos desta girafa na natureza.

Além disso, as girafas Rosthschild são os animais mais altos do planeta. Os machos chegam a 6 metros de altura e as fêmeas a 4,5 metros. Elas vivem em grupos compostos por fêmeas e suas crias, os machos se aproximam apenas no momento da reprodução.

Vida animal