explore

Twitter anuncia home office para sempre; Facebook vai por caminho similar

twitter facebook redes sociais 0520 1400x800
rvlsoft/Shutterstock

Com a pandemia de COVID-19, muitas pessoas estão trabalhando de casa, e muitas delas, inclusive, são funcionárias de empresas que não costumavam adotar a política de home office até então. Diante do cenário, porém, grandes companhias enxergam uma tendência a manter isso no futuro – e este é o caso do Twitter e do Facebook, que recentemente anunciaram a ideia de manter muita gente neste regime pós-pandemia, comprovando uma tendência de mercado já prevista.

Home office no Twitter e no Facebook deve durar

home office coronavirus 0320 1400x800
Yuttapholstocker/Shutterstock

Conforme noticiou o “BuzzFeed News” a partir de um porta-voz do Twitter, funcionários da rede social receberam recentemente um e-mail do CEO, Jack Dorsey, afirmando que, mesmo após o fim da pandemia do novo coronavírus, eles terão permissão para seguir trabalhando de casa – e de forma permanente se assim escolherem.

Segundo ele, é improvável que o Twitter reabra seus escritórios antes de setembro e, desde já, os benefícios dos funcionários foram ampliados para suprir certos gastos de se trabalhar em casa. Mesmo após setembro porém, a empresa tenderá a manter o modelo de home office, com exceção de funcionários cujo trabalho requer estar no escritório, como serviços de manutenção, por exemplo.

twitter contradicoes principal
Shutterstock

Seguindo os passos do Twitter e de outras grandes empresas está o Facebook, cujo CEO, Mark Zuckerberg, anunciou em uma live que a tendência é a rede social também aderir ao modelo de home office de forma mais ampla a partir de agora. Conforme explicou, a ideia é que os funcionários sigam trabalhando de casa por todo o restante de 2020, e que possam escolher a forma como querem trabalhar a partir disso.

Conforme o Facebook retomar as atividades, Zuckerberg diz esperar que, inicialmente, apenas 25% dos funcionários retornem aos escritórios, e prevê uma mudança significativa nos padrões de trabalho no futuro. “Acho bem possível que em [um período de] cinco a dez anos, cerca de 50% do nosso pessoal deverá estar trabalhando remotamente”, afirmou.

mark zuckerberg facebook 0217 1400x800
David Ramos / Getty Images

Home office