explore

39 tartaruguinhas resistem a intempéries e nascem no meio da Barra da Tijuca (RJ)

Instagram

Uma tartaruga-cabeçuda desovou 134 ovos na Praia da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, em novembro de 2019. Por ser uma região com muita movimentação de pessoas e outros agentes externos, os ovos tiveram que ser monitorados para que as tartaruguinhas sobrevivessem.

Depois de 78 dias, 39 filhotinhos nasceram e já foram para o mar. O momento foi de grande comoção e várias pessoas se reuniram para assistir.

Filhotes de tartaruga nascem no Rio

Em um vídeo gravado pelo Projeto Verde Mar, que luta pela conservação da biodiversidade marinha, especialistas falam um pouco mais sobre a história dos filhotinhos.

View this post on Instagram

E após 78 dias enfim o grande momento chegou...o nascimento das tartaruguinhas cariocas! Foram mais de dois meses de monitoramento diário do Projeto Aruanã! Apesar dos intempéries que o ninho sofreu, ele resistiu! Foram 39 filhotes nascidos com sucesso! Agradecemos muito a todos que cuidaram desse ninho! Ao Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos e a @econservation_ pela parceria, Ao @bernardoegas, Secretário de Meio Ambiente do Rio de Janeiro e à @ecprio pelo apoio e pela colocação da cerca e das placas no local! À Patrulha Ambiental e ao Grupamento Marítimo e de Praias do Rio que fizeram constantes rondas no local! Aos moradores locais que foram nossos olhos quando não podíamos estar lá, em especial ao Cap e esposa Beth e Juliana! E claro, à toda equipe de voluntários do Projeto do Aruanã, que é sempre movida por muito amor! Não esperávamos a presença de um público tão grande e cada rosto presente que expressava alegria e gratidão pelo momento único que vivenciavam, nos fazem acreditar em um mundo melhor! Que esses filhotes despertem em cada um de vocês a vontade cada vez maior de preservar a natureza! É o nosso dever!

A post shared by Projeto Aruanã (@projetoaruana) on

“Estamos presenciando um momento raro no Rio de Janeiro, o nascimento de tartaruguinhas-marinhas cariocas. Não é uma área de desova, mas uma tartaruga escolheu aqui para botar seus ovos”, disse Suzana Guimarães, coordenadora do Projeto Aruanã, responsável pelo monitoramento dos ovos.

Instagram

Como ela explicou, a espécie não costuma deixar os ovos naquela região, mas casos esporádicos como esse podem acontecer. Além disso, o animal sempre procura locais um pouco mais quentes para deixar sua ninhada.

“Quanto mais frio, mais tempo demora a incubação dos ovos. Temos um ninho com 78 dias, passou dos 60, que é o normal”, esclareceu a especialista.

Instagram

Além do monitoramento diário, uma empresa realizou o cercamento do ninho para isolar a região dos ovos, já que, por ser uma praia muito turística, várias pessoas circulam por ali. Placas com avisos foram colocadas para evitar acidentes.

Instagram

Quando os bichinhos começaram a sair dos ovos, várias pessoas se reuniram para acompanhar o processo e para entender um pouco mais sobre aquela ninhada. Agora, já fizeram seu caminho até o mar.

Veja o vídeo do nascimento abaixo:

Animais marinhos