Microsoft do Japão adota fim de semana de 3 dias e produtividade aumenta muito

microsoft 1400x800 1119
Volodymyr Kyrylyuk/Shutterstock

No Japão, a Microsoft decidiu instituir o fim de semana de três dias para os funcionários. Eles trabalhavam por quatro dias, folgavam na sexta e tinham mais o sábado e domingo — tudo isso recebendo o salário normal. De acordo com a empresa, a decisão levou a um aumento de 40% na produtividade.

Fim de semana de três dias é bom para funcionários e empresa

O experimento, que foi realizado em agosto de 2019, provocou um aumento de 40% na produtividade com relação ao mesmo período de 2018. Pode soar estranho, já que os funcionários têm um dia a menos para trabalhar.

funcionarios trabalhando escritorio 1400x1050 1119
imtmphoto/Shutterstock

No entanto, a explicação para esse crescimento é simples: como tinham um dia a menos na semana, os funcionários tiveram que otimizar o tempo. Com isso, reuniões que antes duravam uma hora passaram a durar 30 minutos.

Muitas questões passaram a ser resolvidas por e-mails ou chats, sem necessidade de encontros presenciais. Assim, tudo se desenrolava mais depressa.

Um outro ganho para a empresa foi a redução de 23.1% na eletricidade e de 58.7% no número de páginas impressas, o que resulta em economia de recursos.

mulher sentada trabalhando 0917 1400x800
Africa Studio/Shutterstock

Além de tudo, 92.1% dos funcionários afirmaram que gostaram muito do fim de semana de três dias, o que significa que a política também contribui para o bem-estar do trabalhador.

O período foi apenas um teste, mas, com o sucesso, a empresa afirmou que pretende repeti-lo em breve. Quem sabe o fim de semana de três dias não vira moda no mundo inteiro?

Vida profissional