Vazamento de óleo manchou 54 municípios do litoral do Nordeste: Recife, Jeri e mais

oleo nordeste 1400x800 0919
Governo de Sergipe/Divulgação

Desde o começo de setembro, manchas de um vazamento de óleo no Nordeste têm atingido diversas praias da região — de acordo com o Ibama, foram feitos 113 registros em diferentes locais. O instituto, responsável pela investigação do caso, ainda não sabe de onde está vindo o material, que é derivado de petróleo.

Vazamento de óleo no Nordeste: locais atingidos

O óleo já causou a morte de nove tartarugas e de uma ave, e, segundo o Ibama, todos os focos têm a mesma origem. De acordo com uma análise feita pela Petrobrás, trata-se de óleo cru, composto que não é produzido no Brasil.

A suspeita é que a contaminação tenha relação com navios de petróleo: é possível que algum deles tenha feito uma limpeza nos tanques e despejando os resíduos no mar. As investigações ainda estão sendo conduzidas.

O humorista Whindersson Nunes publicou fotos em seu Twitter para falar sobre a gravidade da situação:

Lugares com grande circulação de pessoas, como praias de Recife, Olinda, Jericoacoara e até os Lençóis Maranhenses já foram afetados. Até agora, oito estados estão na lista:

  • Alagoas: 11 locais
  • Ceará: 8 locais
  • Maranhão: 11 locais
  • Paraíba: 16 locais
  • Pernambuco: 19 locais
  • Piauí: 1 local
  • Rio Grande do Norte: 43 locais
  • Sergipe: 4 locais

Confira os 113 locais em um documento disponibilizado pelo Ibama.

Consequências do vazamento de óleo no Nordeste

O vazamento causa diversos tipos de problema: coloca em risco a vida marinha, prejudica o turismo da região e também pode afetar banhistas que nadam nas praias e pescadores.

mancha oleo nordeste 1400x932 019
Governo de Sergipe/Divulgação

Segundo o Ibama, caso uma pessoa veja uma mancha de óleo escuro, não deve encostar. É recomendável que a prefeitura seja informada para tomar as devidas medidas.

O mesmo vale caso alguém encontre um animal contaminado: é preciso contatar as autoridades locais para que elas possam avaliar o bicho e, se for o caso, devolvê-lo para o mar.

Por enquanto, não há nenhuma indicação do Governo de que as praias não estejam próprias para banho.

Problemas ambientais