explore

Urna “fraudada” votando em Haddad é FAKE NEWS: como criaram esse vídeo? Entenda

urna eletronica 1400x800 1018
rodrigo gavini/shutterstock

Durante o primeiro turno das eleições presidenciais, uma suposta fraude nas urnas circulou pela internet. Um vídeo que circulou pelas redes sociais mostrava que, ao apertar a tecla 1, a urna completaria automaticamente com o 3, para formar o número do candidato do PT, Fernando Haddad. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que o vídeo era falso.

Urnas fraudadas no 1º turno das eleições é fake news

O TSE informou em sua página oficial do Twitter que os vídeos sobre as urnas “fraudadas” votando em Haddad após teclar 1 foram alterados antes da divulgação e, portanto, a informação é falsa.

"Vídeos e mensagens em redes sociais e app de bate-papo sobre processamento dos votos na urna antes da tecla confirma SÃO FALSOS", publicou o TSE no Twitter.

Como o vídeo de urnas fraudadas foi feito

De acordo com o esclarecimento publicado no site do TSE, a Justiça Eleitoral esclarece que o vídeo que circula na internet no qual a urna, supostamente, “autocompleta” o voto para presidente foi alterado através de um programa de edição.

Segundo o TSE, "Os vídeos não mostram o teclado da urna, onde uma pessoa digita o restante do voto. Não existe a possibilidade de a urna auto completar o voto do eleitor".

Veja como foi feita a montagem no vídeo abaixo.

Eleições 2018