explore

Bandeira amarela: luz fica mais cara em alguns estados; veja como diminuir sua conta

lampada luz conta 1116 1400x800
Pushish Images/Shutterstock

Parte dos moradores de São Paulo, do Rio de Janeiro e de Boa Vista (capital de Roraima) terá um alívio no bolso nos próximos meses com a redução da conta de luz. A Agência Nacional de Energia Elétrica, a Aneel, divulgou que a partir desta segunda-feira (7), 31 municípios cariocas terão redução de 12,03% na conta de energia elétrica para consumidores residenciais.

Os moradores de São Paulo atendidos pelas distribuidoras Bandeirante e CPFL Piratininga, que somam 54 municípios, também têm motivos para comemorar: no final do mês, receberão a fatura até 19,52% e 17,89%, respectivamente, mais barata. Boa Vista reduziu 17,01% suas tarifas no início do mês.

Apesar da boa notícia, nem todo brasileiro poderá usufruir dessa onda de redução de custos. Isso porque o Governo Federal decretou que, em novembro, será aplicada a bandeira amarela na tarifa de luz. Uma das razões é a seca das regiões Norte e Nordeste, que estão prestes a sofrer, inclusive, com a suspensão de geração de energia.

A situação não termina aí: outros estados e o Distrito Federal tiveram nos últimos meses reajuste para cima, o que compromete ainda mais o orçamento familiar.

Se você está nesse balaio de cidades que sofrerão aumento da conta de luz, não se desespere; Confira abaixo dicas de como diminuir o consumo e entenda o que significa esta bandeira tarifária que permanecerá em vigor durante todo o mês de novembro e por que ela foi acionada.

Aumento da conta de luz: entenda por que 

dinheiro lampada luz 1116 1400x716
macknimal/Shuttestock

Em novembro, a bandeira tarifária de energia elétrica será amarela. Isto significa que a cada 100 kWh (quilowatt-hora) na conta, o consumidor pagará R$ 1,50. Mas, afinal, por que a bandeira amarela entrou em cena?

Segundo relatório do Operador Nacional do Sistema (ONS), a resposta está na “condição hidrológica menos favorável”; isto é, na previsão de poucas chuvas e, consequentemente, baixa nos reservatórios das usinas hidrelétricas.

O Norte e o Nordeste já estão com a corda no pescoço quando o assunto é produção de energia. Segundo dados do ONS deste domingo (6), o reservatório de Sobradinho, que abastece 58,20% dos nordestinos, por exemplo, operava com 6,95% de sua capacidade de volume útil. A coisa só não fica mais complicada porque, de acordo com o órgão, as regiões têm variado a origem da geração de energia.

Como funciona

bandeira amarela tarifa 1116 1400x1361
Valentina Rusinova/Shutterstock

Dessa forma, a bandeira tarifária (que pode ser verde, amarela ou vermelha) serve como um freio no consumo de energia elétrica; se uma família tem um uso atípico, por exemplo, será cobrada no final do mês com base nos seus gastos reais de energia. 

Se a situação piorar, a bandeira pode se transformar em vermelha, com custo de até 4,50 por 100 kWh.

Vale lembrar que o horário de verão também está em vigor, até 19 de fevereiro de 2017, e representa outra medida determinada pelo Governo que tenta aliviar a demanda de energia no País.

Estados com conta de luz mais barata

Mesmo com a bandeira amarela em vigor, válida para todo País, alguns estados tiveram redução na conta. Como isso é possível? 

Segundo a Aneel, isso acontece porque há uma diferença básica entre a bandeira e a tarifa propriamente dita. As tarifas cobrem os custos envolvidos na geração, transmissão e distribuição da energia elétrica, além dos encargos setoriais das concessionárias.

Já as bandeiras tarifárias servem para cobrir os “custos variáveis” da geração de energia. “Dependendo das usinas utilizadas para gerar a energia, esses custos podem ser maiores ou menores”, destaca a Agência. “Antes das bandeiras, essas variações de custos só eram repassadas no reajuste seguinte, um ano depois”. Agora, a cobrança adicional vem diretamente após o consumo.

Como economizar energia elétrica

Seja qual for a situação da sua cidade, sempre vale a pena destacar jeitos fáceis de economizar energia elétrica. Veja abaixo 6 cuidados que você deve ter em casa:

geladeira comida porta 1016 1400x861
Maya Kruchankova/Shutterstock
  1. Chuveiro elétrico: tome banhos de até cinco minutos, selecione a temperatura morna no verão e verifique a potência do seu chuveiro para calcular o consumo.
  2. Ar condicionado: mantenha os filtros limpos, deixe o ambiente com ar-condicionado fechado e coloque cortinas em locais que recebem sol direto. 
  3. Geladeira: não abra a geladeira sem motivo, não coloque alimentos quentes dentro da geladeira. Descongele e verifique as borrachas de vedação regularmente.
  4. Iluminação: use a iluminação natural e lâmpadas econômicas sempre que possível e apague a luz ao sair de um ambiente. 
  5. Ferro de passar: junte as roupas para passar de uma só vez e comece passando aquelas que exigem menor temperatura.
  6. Aparelhos em stand-by: retire-os da tomada quando possível ou durante longas ausências.

Fique por dentro