explore

Mesmo sem medalha, Darlan Romani virou "xodó olímpico" por luta e amor à família

darlan romani olimpiadas 0821 1400x800
Matthias Hangst/Getty Images

Darlan Romani ficou em quarto lugar na final do arremesso de peso das Olimpíadas de Tóquio. Mas apesar de não ter conquistado uma medalha nos Jogos, o atleta de 30 anos ganhou o coração dos brasileiros com o seu carisma durante as entrevistas pós-competições.

Darlan Romani conquista o coração dos brasileiros

Darlan Romani virou assunto nas redes sociais ao se classificar para a final do arremesso de peso nas Olimpíadas. Apesar da torcida, o brasileiro terminou a competição em quarto lugar, registrando a marca de 21m88 – ele ficou a 59 centímetros da medalha de bronze.

Na última terça-feira (3), o atleta foi destaque durante uma transmissão ao vivo da TV Globo, na qual ele mandou um recado fofíssimo para a família e viralizou na internet. “Hoje é aniversário da minha esposa, ela deve estar se acabando de chorar lá em casa... Ela sabe tudo o que a gente passou este ano”, disse ao segurar as lágrimas.

Foi após o depoimento emocionante de Darlan que o público ficou sabendo que, no início da pandemia de Covid-19, o atleta precisou improvisar um local de treinamento diante das restrições de circulação na cidade onde mora – Bragança Paulista, no interior de São Paulo. Com a ajuda de um amigo pedreiro, ele preparou um terreno baldio ao lado de sua casa para se preparar para as Olimpíadas.

Além de tudo, Darlan também enfrentou a Covid-19 e ficou sem treinador por conta da pandemia. Seu técnico, Justo Navarro Despaigne, viajou para Cuba e não conseguiu retornar ao Brasil por conta das restrições sanitárias. O fato, no entanto, não impediu o esportista de fazer bonito nas Olimpíadas.

darlan romani olimpiadas 0821 1400x800 1
Matthias Hangst/Getty Images

Mas mesmo antes de virar uma das pessoas mais queridas da web, você sabia que Darlan já estrelou um quadro famoso do “Caldeirão do Huck”. Em fevereiro de 2020, o atleta participou do “Lata Velha” e realizou o sonho de ter a sua kombi reformada.

Na atração, o atleta cumpriu o desafio e se vestiu como o sertanejo Michel Teló para performar “Ai Se Eu Te Pego” no palco.

E mesmo sem medalha, Darlan se tornou um grande símbolo das Olimpíadas de Tóquio por conta da sua história e de seu carisma. Confira abaixo alguns comentários sobre o atleta:

Mais sobre as Olimpíadas de Tóquio