explore

Maturidade de Rebeca após derrota foi admirável: até Galvão Bueno ficou maravilhado

rebeca andrade 0821 1400x800
Adam Pretty/Getty Images

Rebeca Andrade pode não ter conquistado o pódio na final do solo de ginástica artística nas Olimpíadas de Tóquio, mas finalizou a sua participação nos Jogos de forma histórica. A atleta de 22 anos é dona da medalha de prata no individual geral e da medalha de ouro no salto – a primeira da ginástica feminina da história do Brasil.

Levando o funk “Baile de Favela” ao Centro de Ginástica Ariake, em Tóquio, Rebeca acabou perdendo alguns pontos na disputa final do solo por conta de um passo para fora do tablado. Com isso, terminou a competição em quinto lugar.

No entanto, nem mesmo o erro foi capaz de tirar o sorriso do rosto da campeã olímpica. A maturidade da ginasta, inclusive, é de se admirar: deixou até Galvão Bueno boquiaberto.

Discurso de Rebeca Andrade após derrota nas Olimpíadas

Em entrevista ao vivo para a TV Globo logo após os resultados da competição, Rebeca Andrade afirmou que está satisfeita com as duas vitórias inéditas nos Jogos e que retorna para o Brasil muito feliz.

rebeca andrade 0821 1400x800 1
Laurence Griffiths/Getty Images

“Estou levando para casa duas medalhas inéditas, que foram conquistadas com muito esforço, com o suor de muita gente. Não tem como eu não estar feliz”, afirmou a atleta.

“Essas conquistas vão inspirar muitas pessoas, e isso é um orgulho para mim. Eu estou fazendo a diferença, assim como pessoas de outras gerações fizeram a diferença para eu estar aqui. Sou muito grata por ter tido essa oportunidade, aproveitei o máximo que pude dessa competição. Estou muito grata e muito feliz”, completou.

Galvão Bueno reage à fala de Rebeca

E quem ficou maravilhado e se emocionou com o discurso maduro de Rebeca foi Galvão Bueno, comentarista da TV Globo que acompanhou as disputas de ginástica artística.

“Eu vivo de juntar palavras, de tentar criar frases que possam vender emoção. Essa é a minha vida. Confesso aqui, para milhões de brasileiros que assistem a gente, que me faltam palavras para definir exatamente o que é Rebeca Andrade”, disse o narrador.

“Ela é tão especial, tão espetacular... Na vitória e quando não vem a medalha, porque a derrota não existiu. Você é um exemplo, porque o esporte é a maior escola da vida. A sua doçura, o seu encanto, a sua paz. Que possa servir de exemplo para muita gente. Só me vem a frase: ‘Rebeca, o Brasil te ama!’”, concluiu Galvão.

Mais sobre Rebeca Andrade