explore

"Titanic brasileiro" naufragou há um século no litoral de São Paulo: conheça história

principe de asturias 0421 1400x800
Blog do historiador Jeannis Platon

Há mais de 100 anos, no dia 5 de março de 1916, o navio espanhol Príncipe de Astúrias naufragou no litoral paulista e deu origem a uma das maiores tragédias marítimas do mundo.

Construído para transportar cargas e passageiros, o Príncipe de Astúrias ganhou o título de “Titanic brasileiro”, em referência ao naufrágio ocorrido quatro anos antes com o famoso transatlântico britânico.

Naufrágio do "Titanic brasileiro"

O acidente com o Príncipe de Astúrias aconteceu quando o navio, que partiu de Barcelona, Espanha, com destino a Buenos Aires, Argentina, bateu em uma rocha em Ilhabela, no litoral paulista.

A embarcação, que seguia para o porto de Santos na madrugada de 5 de março de 1916, fazia sua sexta viagem à América do Sul sob forte chuva e baixíssima visibilidade.

principe asturias acidente 0421 1400x800
Blog do historiador Jeannis Platon

Após o impacto, o Príncipe de Astúrias foi a pique em cinco minutos, levando a vida de centenas de passageiros e tripulantes.

Os dados oficiais indicam que 445 pessoas morreram e apenas 143 sobreviveram ao acidente. No entanto, como o navio possivelmente transportava pessoas que viajavam de forma clandestina em seus porões, o número de mortos pode chegar a mais de mil.

principe asturias real 0421 1400x800
Blog do historiador Jeannis Platon

Na época, não era raro que navios do tipo transportassem em seus compartimentos inferiores passageiros não registrados, que fugiam de Primeira Guerra Mundial.

Tesouro escondido do Príncipe de Astúrias

O Príncipe de Astúrias era considerado o mais luxuoso navio da Espanha. Construída na Escócia em 1913, a embarcação de médio porte tinha 150 metros de comprimento e pesava mais de 16 mil toneladas.

Mais de um século depois da tragédia, restos do Príncipe de Astúrias ainda se encontram no fundo do mar de Ilhabela, atraem mergulhadores de todo o mundo e são cercados de lendas e especulações.

principe asturias foto 0421 1400x800
Blog do historiador Jeannis Platon

Há relatos, por exemplo, que indicam que o navio carregava várias riquezas na viagem que fazia quando naufragou. Uma delas seria uma quantia estimada de 11 toneladas de ouro. Um verdadeiro tesouro que oficialmente nunca foi descoberto por ninguém.

Fatos históricos sobre o Titanic