explore

Empresas criam "couro" a partir de plantas: é elegante e livre de crueldade animal

crean piel de nopal
Suryani Tan / Shutterstock

Ecológico, s​​​​​​ustentável e livre de qualquer abuso animal, um tecido feito à base de nopal, uma espécie de cacto, pode substituir o couro tradicional em roupas, bolsas e diversos outros produtos.

A novidade é uma criação da empresa têxtil Desserto, localizada em Guadalajara, no México, dirigida por Adrián López Velarde e Marte Zázares, dois jovens empresários que tinham o sonho de fazer a diferença com suas criações.

O tecido promete ser uma alternativa livre de crueldade animal. Além disso, não leva nenhum produto químico tóxico para sua preparação e é fabricado com processos e materiais sustentáveis.

Pode ser utilizado pela indústria da moda em bolsas, sacolas, casacos ou jaquetas, mas também é indicado para o setor automotivo, pois é útil para confecções de assentos de carros.

O tecido possui características que o tornam um produto semelhante ao couro animal: é maleável e permite a transpiração. Os produtos veganos da marca foram a sensação na recente edição da Lineapelle 2019 International Leather Fair.

Roupas sustentáveis ​​e sem crueldade animal

Felizmente, a Desserto não é a única empresa que oferece alternativas veganas. A marca alemã Nat-2, por exemplo, tem ficado conhecida por seus produtos inovadores, entre os quais se destacam os sapatos confeccionados com folhas de oliveira que permanecem após a colheita dos frutos.

O "couro" é criado usando um método próprio que resulta em um material ultrafino, que é então submetido a vários processos de tingimento.

A empresa obtém a matéria-prima criando uma infusão com folhas de oliveira, que libera uma substância que os protege dos predadores e é vital para a criação do tecido.

A coleção infantil é toda feita com esse material sustentável, enquanto os tênis adultos têm sola de borracha.

Sustentabilidade e meio ambiente

Matéria traduzida do original de VIX espanhol, do autor Sebastián Pérez.