explore

Pesquisadores descobrem quase 2 bilhões de árvores solitárias no Saara

deserto saara arvore 1020 1400x800
M. Schauer/Shutterstock

Uma extensa planície de areia iluminada por um sol escaldante: provavelmente é essa a imagem que vem à sua cabeça quando ouve falar no deserto do Saara, certo?

deserto saara sol 0617 1400x800
f9photos / Istock

Porém, um novo estudo divulgado pela revista científica Nature mostrou que na região também existem árvores. E não são poucas: foram contabilizadas, pelo menos, 1,8 bilhão.

Deserto do Saara abriga quase 2 bilhões de árvores

Em uma área de 1,3 milhão de quilômetros quadrados no noroeste da África há um número surpreendentemente grande de árvores solitárias, não agrupadas, segundo os cientistas.

arvore deserto saara 1020 1400x800
Procyk Radek/Shutterstock

Cerca de 1,8 bilhão de árvores foram registradas na região pesquisada, que representa apenas 20% do Saara e do Sahel (território de centenas de quilômetros que cruza o continente africano).

A contagem total de árvores, portanto, é muito maior, segundo os pesquisadores.

deserto do saara 1020 1400x800
Anton Petrus/Shutterstock

O grupo de cientistas fez o trabalho acessando imagens de satélites de alta resolução e usaram mais de 11 mil imagens da região. Um tipo de inteligência artificial foi responsável por identificar as árvores que tinham copas de cerca de 12 m².

O inovador sistema de rastreamento poderá servir no futuro como base para encontrar árvores em outros ecossistemas.

deserto saara arvores 1020 1400x800
Dmitry Pichugin/Shutterstock

As árvores no deserto desempenham um papel menor do que as presentes em selvas e florestas no que diz respeito à absorção de dióxido de carbono da atmosfera, mas em áreas mais secas elas são consideráveis consumidores de carbono e são de grande importância para as pessoas que vivem nessas áreas, já que promovem fertilidade e fornecem sombra e abrigo, afirmam os cientistas.

Natureza e meio ambiente