explore

7 países que dão exemplo ao combater coronavírus são comandados por mulheres

paises que mejor manejaron la pandemia liderados por mujeres 0
Pool via Getty Images | Carl Court via Getty Images | Sean Gallup via Getty Images

Parte dos países que melhor responderam à crise da pandemia do novo coronavírus ao redor do mundo tem muito mais que tecnologia e hábitos culturais fortes: eles também são liderados por mulheres.

E o grande trabalho feito a respeito da pandemia não pode deixar de ser discutido.

Medidas contra o novo coronavírus

De acordo com reportagem da Forbes, os sete países que melhor responderam à difícil situação da Covid-19 até agora têm uma mulher no comando.

Islândia, Taiwan, Alemanha, Nova Zelândia, Finlândia, Dinamarca e Noruega têm se mantido fortes em relação ao controle e gerenciamento da propagação do vírus em suas regiões, especialmente se analisarmos o número de mortos por Covid-19.

Os dados abaixo sobre óbitos são do Centro Europeu de Controle de Doenças em 15 de abril:

  • Nova Zelândia: 9
  • Taiwan: 6
  • Islândia: 8
  • Finlândia: 72
  • Noruega: 145
  • Dinamarca: 309
  • Alemanha: 3.592

Mas o que tem sido feito de diferente nesses lugares?

Alemanha: clareza nos dados

angela merkel alemania 0
Pool via Getty Images

No caso de uma grande nação como a Alemanha, tudo gira em torno da maneira como as informações são passada à população: sem mentiras.

Angela Merkel, chanceler do país desde 2005, se concentrou no problema que a infecção representa ao país, mas sempre da melhor maneira.

Desde o começo da crise, Merkel informou sobre o perigo do novo coronavírus, que poderia infectar até 70% da população do país. Os alemães entenderam.

«Isso é muito sério. Então levemos a sério».

Os números são preocupantes, mas as mortes (3.592) têm se mantido baixas se comparadas com as de países vizinhos:

  • Espanha: 18.579
  • França: 15.729
  • Itália: 21.645

Taiwan: decisões importantes

presidenta taiwan ing wen evento 0
Carl Court via Getty Images

Ao falarmos de Taiwan e sua líder, Tsai Ing-wen, temos de comentar sobre as ações necessárias e efetivas para o país.

Ing-wen trabalhou com 124 medidas oportunas para frear a transmissão, o que, em um primeiro momento, evitou o isolamento obrigatório.

Uma vez controlada a situação, com apenas 395 casos confirmados, 137 curados e seis mortes, Taiwan passou a ajudar outros países.

Tsai Ing-wen enviou 10 milhões de máscaras aos EUA e à Europa para ajudar no combate à pandemia.

Nova Zelândia: precauções efetivas

Instagram

Jacinda Ardern, primeira ministra da Nova Zelândia, tomou precauções básicas logo no primeiro momento para controlar o vírus.

Diferentemente de Tsai Ing-wen, ela determinou isolamento em nível máximo quando havia apenas seis casos da doença confirmados na região.

Barrou também a entrada de estrangeiros e foi clara enquanto aos passos que deveriam ser seguidos.

Com apenas 9 mortes em decorrência ao novo coronavírus e cerca de 1.386 casos confirmados de Covid-19, Jacinda não vai baixar a guarda e continuará com medidas severas enquanto a situação exija.

Islândia: uso adequada de tecnologia

Instagram

Nem todos têm acesso a tecnologia avançadas de primeiro mundo, mas recursos científicos e tecnológicos ajudam a população.

No caso da Islândia, graças às medidas de sua líder, Katrin Jakobsdóttir, foi possível controlar e combater a doença com um grande impacto.

Ao invés de concentrar os testes para confirmar a contaminação do vírus apenas em pessoas que apresentavam sintomas, o governo permitiu a realização de testes em grandes grupos de habitantes.

Também é realizado com rígido controle de monitoramento, com o que se evitou quarentenas, isolamentos e o fechamento de escolas.

Finlândia: uso de influenciadores

Instagram

A Finlândia tem a mulher mais jovem a ocupar o posto de líder estatal com Sanna Marin.

Como uma boa milennial, Sanna fez uso das redes sociais a seu favor, se concentrando em um dos grupos com maior alcance na internet: os influenciadores.

O governo da Finlândia entende que nem todas as pessoas levam a sério as notícias, mas os jovens prestam atenção nas redes sociais.

Desta forma, usando o conteúdo dos influenciadores, o governo buscou espalhar informações corretas sobre a pandemia, além de medidas preventivas para reduzir o contágio.

Noruega: crianças são o futuro

Instagram

Na Noruega, a abordagem que está sendo adotada ao redor do mundo de distanciamento social, acompanhada de fechamento de escolas e parques, foi também cuidadosamente informada aos mais jovens. A primeira ministra, Erna Solberg, foi à televisão passar a informação à crianças ao invés dos pais.

A partir de conferências de imprensa pela televisão, Erna se concentrou em responder as perguntas e dúvidas de crianças de todo o país.

Assim, a informação foi passada para a família de baixo para cima, dos mais jovens aos mais velhos, permitindo adesão maior.

Dinamarca: disciplina

Instagram

A Dinamarca é um exemplo de disciplina. Com as medidas de sua líder, Mette Frederiksen, só foram registrados 6.800 casos e 299 mortes antes das operações normais serem retomadas.

O país se antecipou e fechou fronteiras antes de seus vizinhos europeus, podendo aproveitar o confinamento por ter apenas duas fronteiras terrestres.

A disciplina do povo dinamarquês e sua experiência com o trabalho remoto ajudaram a manter o controle no momento do confinamento diante da pandemia.

fases pandemia organizacion mundial de la salud 2
Deliris vía Shutterstock

Informações sobre coronavírus

Matéria traduzida do original de VIX espanhol, do autor Alberto Lazo.