Tiara de Elizabeth em jantar com Trump chama atenção: 2 teorias por trás da escolha

rainha elizabeth donald trump 0619 1400x800
Dominic Lipinski- WPA Pool/Getty Images

Rainha Elizabeth recebeu a visita do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, com uma tiara de rubis, a Burmese Ruby Tiara.

A joia não só chamou atenção por sua beleza, mas pelo significado por trás. Há duas teorias que explicam a escolha da monarca (e elas são bem diferentes). Uma delas coloca a tiara como um recado ao convidado Trump. Será?

Tiara de Rainha Elizabeth em visita de Trump

rainha elizabeth trump melania 0619 1400x800
Alastair Grant WPA Pool/Getty Images

Rainha Elizabeth recebeu em seu palácio o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e a primeira-dama, Melania Trump.

Em sua aparição, rainha Elizabeth usou a tiara "Burmese Ruby Tiara" que, como a maioria das joias da família real britânica, tem uma história de tradição e valor por trás.

Acontece que há duas teorias sobre a decisão da Rainha ao selecionar a joia. Uma surgiu na internet em função da impressão que muitas pessoas têm de Donald Trump como uma pessoa maléfica. Outros acreditam que a joia foi uma escolha muito especial e decidida justamente pela importância do momento.

tiara rubi rainha elizabeth 0619 1400x1400
Divulgação/Royal Exhibitions

Tiara seria uma proteção

A versão oficial, divulgada no site Royal Exhibitions, dá conta que a tiara foi encomendada pela Rainha em 1973 e é feita de 96 pedras de rubi da Birmânia.

A primeira teoria da escolha da joia se baseia exatamente no fato de ela ser feita de rubis. Isso porque há a explicação de que, para o povo birmanês, cada pedra seria uma forma de proteção contra doenças e "contra o mal".

"O número de pedras representa o número de doenças que o povo birmanês acredita que podem afligir o corpo humano. Eles creditam ao rubi propriedades profiláticas que guardam que a usa não apenas contra doenças, mas também contra o mal", explica o texto do Royal Exhibitions.

Foi o bastante para muitas pessoas nas redes sociais entenderem que a tiara de Elizabeth era uma mensagem sutil de proteção à Donald Trump, visto como "o mal".

"A rainha Elizabeth é uma heroína. A tiara que ela está usando é composta de 96 rubis presenteados com ela no dia do casamento pelas pessoas da Birmânia para evitar doenças. Eu a adoro por suas habilidades de 'trolar' Trump por meio da joia", escreveu uma usuária no Twitter.

"A rainha usava sua Tiara Rubi birmanesa para se proteger do mal durante a visita de Trump e eu estou gargalhando", escreveu outra pessoa na rede social.

Além dos rubis, a peça também tem diamantes formando pétalas de flor.

Tiara seria joia à altura da ocasião

O outro lado da moeda, entretanto, é o de que Elizabeth colocou na cabeça uma tiara com uma história valorosa por trás: essa joia é originária de outra tiara, recebida pela Rainha como um presente de casamento de um monarca indiano (é comum que peças sejam desmanchadas para dar origem a outras). Esse ato foi algo de muito valor na época.

Por essa razão, a joia teria uma importância muito grande para ela, que se vestiu de uma de suas peças preferidas para receber Trump.

O que você acha?

Tiaras, peças da família real e outras regras