Por que é tão grave que a Catedral de Notre-Dame esteja pegando fogo?

notre dame catedral papa benedicto xvi 12 septiembre 2008
Julien Hekimian/Getty Images

Assim como a Torre Eiffel, a Catedral de Notre-Dame é um dos maiores símbolos da França e, a partir de agora, o dia 15 de abril de 2019 será conhecido como um dia obscuro na história do local. Isso porque, na tarde desta segunda-feira, a construção pegou fogo, com chamas que se espalharam rapidamente e cenas que geraram comoção.

Conforme informou a “BBC”, ainda que as causas desta catástrofe sejam desconhecidas, há uma suspeita de que o incêndio esteja relacionado com as obras de renovação que estavam em andamento dentro da igreja, e um porta-voz do local lhes informou que “não restará nada”.

View this post on Instagram

Il neige ! #snow

A post shared by Cathédrale Notre-Dame de Paris (@notredamedeparis) on

Ao que tudo indica, o desaparecimento de Notre-Dame é algo iminente, situação que seria uma perda imensurável tanto para Paris quanto para o mundo devido ao significado simbólico que esse edifício ganhou ao longo da história mundial.

Catedral de Notre-Dame: o fim de um ícone arquitetônico

View this post on Instagram

Ambiance matinale Morning ambiance

A post shared by Cathédrale Notre-Dame de Paris (@notredamedeparis) on

Marco histórico

A Enciclopédia Britânica define a Catedral de Notre-Dame como a mais famosa representante do estilo gótico entre todas as igrejas levantadas durante a Idade Média. Ela foi construída sobre dois templos dedicados ao deus Júpiter, algo que a faz ser considerada um exemplo da evangelização europeia.

A primeira pedra da construção foi colocada pelo papa Alexandre III em 1163 e a estrutura foi finalizada apenas em 1250, mas levou outros 100 anos para ganhar o restante dos anexos e seus belos detalhes estéticos. Os enormes vitrais de Notre-Dame ainda tinham os mesmos vidros colocados durante o século 13.

View this post on Instagram

Sans trucage... #nophotoshop

A post shared by Cathédrale Notre-Dame de Paris (@notredamedeparis) on

Catedral de Notre-Dame resistiu a guerras

No século 19, a catedral teve de ser submetida a uma restauração maior devido a danos sofridos pelo tempo (data em que também foi adicionada a icônica torre da construção).

Durante a Revolução Francesa, Napoleão a salvou de uma possível destruição, e na Segunda Guerra Mundial ela foi alvo de bombardeio, mas os efeitos do incêndio da época não viraram uma ameaça como agora.

De acordo com a UNESCO, uma das características mais valiosas desta igreja era sua integridade, já que a construção conseguiu conservar sua arquitetura e funcionalidade tanto religiosa quanto cultural ao longo do tempo. As restaurações foram cuidadosas para preservar seu legado e longevidade, já que a construção se encontrava em um estado frágil e preocupante.

View this post on Instagram

Vue d’en haut

A post shared by Cathédrale Notre-Dame de Paris (@notredamedeparis) on

Além de ser uma joia arquitetônica por si só, Notre-Dame é lar de diversas peças de arte inestimáveis, e é por isso que os serviços de emergência focaram em salvar a maior quantidade de obras que estavam guardadas dentro do edifício. As perdas materiais, simbólicas e de patrimônio cultural serão incalculáveis e insubstituíveis.

O vídeo abaixo mostra mais sobre a Catedral que foi consumida pelo fogo

Incêndio na Catedral de Notre-Dame

Matéria traduzida do original de VIX espanhol, do autor Lilian Pérez.