explore

19 pontos turísticos do Rio de Janeiro que fogem do comum e pouca gente conhece

rio de janeiro 1400x800
Buda Mendes / Staff/Getty Images

Quando falamos sobre Rio de Janeiro, qual é a primeira coisa que vem à sua cabeça? Copacabana, Cristo Redentor ou Pão de Açúcar?

O que muita gente não sabe é que a cidade maravilhosa vai muito além de pontos trísticos tradicionais e belas praias. Veja 19 pontos do Rio de Janeiro que você precisa incluir na sua próxima viagem.

1. Parque Nacional da Tijuca

parque nacional tijuca 1218 1400x933
SHUTTERSTOCK

O parque talvez não seja o ponto mais famoso do Rio de Janeiro, mas com uma área de 3953 hectares, ele receba cerca de 2 milhões de pessoas por ano. O parque ocupa 3,5% do município e é dividido em 4 partes, sendo Floresta da Tijuca, Serra da Carioca, Pedra Bonita e Pretos Forros.

parque nacional tijuca 1217 1400x800
vitormarigo/shutterstock

Lá do alto é possível curtir a Vista Chinesa, que mostra toda a Zona Sul da cidade. Além disso, os visitantes podem curtir a cachoeira da Gruta e a cachoeira dos Macacos, fazer trilhas, passear de bicicleta e fazer piqueniques. O lugar vai se tornar, sem dúvidas, ponto queridinho dos amantes da natureza.

2. Bosque da Barra

bosque da barra 1218 1400x937
Luciano Joaquim/ShutterStock

Provavelmente você nunca ouviu falar sobre o Bosque da Barra, que fica no bairro de mesmo nome. O local tem cerca de 2 quilômetros de alamedas cercadas de muita natureza que são point para ciclistas e pedestres que curtem um passeio mais tranquilo no meio da cidade grande.

bosque barra 1218 1400x931
Carol Portella/ShutterStock

O bosque é casa de um dos menores macacos do mundo, o sagui, e tem uma natureza grande preservada entre as pistas rústicas de caminhada. O local é cenário perfeito e muito procurado por noivos que querem fazer o famoso ensaio fotográfico antes do casamento.

3. Pista Cláudio Coutinho

Também conhecida como Caminho do Bem-Te-Vi ou Estrada do Costão, a Pista Cláudio Coutinho é considerada um dos lugares mais tranquilos do Rio de Janeiro. Ela foi inaugurada nos anos 80, fica no Bairro da Urca e foi batizada assim para homenagear o ex-treinador da Seleção Brasileira de Futebol Cláudio Coutinho.

A ponte tem acesso pela Praia Vermelha e por isso reserva um dos visuais mais incríveis que você vai ver pela cidade maravilhosa. Ao caminhar, você vai encontrar uma bela vegetação de um lado e o mar do outro. Algumas trilhas por lá dão acesso ao morro do Pão de Açúcar.

4. Museu do Amanhã

museu amanha 1218 1400x933
André Luiz Moreira/ShutterStock

O Museu do Amanhã já é um ponto um pouco mais conhecido pelos turistas. Mesmo assim, a maioria deles se contenta em conhecê-lo apenas do lado de fora e não vê o quão incrível ele é por dentro. O museu foi criado pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava e fica ao lado da Praça Mauá.

museu do amanha 1218 1400x933
Leo Henck/Shutterstock

O local tem cerca de 30 mil metros quadrados e reúne ciência, tecnologia e conhecimento dentro da sustentabilidade. A exposição principal do museu fica no segundo andar e foi idealizada por Luiz Alberto Oliveira, doutor em cosmologia. Já pode colocar no seu roteiro.

5. Instituto Moreira Salles

instituto 1218 1400x935
Donatas Dabravolskas/ShutterStock

O Instituto Moreira Salles fica abrigado na antiga casa de Walther Moreira Salles, na Gávea, e mantém a arquitetura dos anos 50. Ganhou formato de museu em 1999 para receber exposições, filmes, shows, além de guardar um gigante acervo de fotografia, música e literatura.

instituto rj 1218 1400x936
Donatas Dabravolskas/ShutterStock

O casarão foi projetado por Olavo Redig de Campos e os jardins foram criados por Roberto Burle Marx, que também é responsável pelo paisagismo do Parque Ibirapuera em São Paulo, a Pampulha em Belo Horizonte e o Eixo Monumental em Brasília. Já dá para imaginar como é incrível, né?

6. Paquetá

paqueta rj 1218 1400x930
Fabricio Travassos/Shutterstock

Você sabia que a ilha de Paquetá é um bairro do Rio de Janeiro? O pequeno refúgio tem apenas 40 ruas cortadas por 12 praças, além de 2 parques públicos e, acredite, nenhum carro! Sim, a circulação de veículos motorizados por lá é proibida.

paqueta rj 1218 1400x933
Luan Rezende/Shutterstock

Para chegar nesse lugar, que é um charme, só de barca. O ponto é na Praça XV, no centro da cidade. A ilha tem o formato de um 8 e é realmente pequena, com apenas 1,2 quilômetros quadrado. Que tal acrescentar uma ida até lá na sua próxima viagem para o Rio de Janeiro?

7. Bairro Santa Tereza

santa tereza 1218 1400x933
mikolajn/shutterstock

Este é um dos bairros mais charmosos do Rio de Janeiro. Ele fica na zona central e tem uma exclusiva localização, no alto da serra entre as zonas sul e central. Não é por acaso que muitos consideram o visual lá de cima um dos mais bonitos da cidade.

santa tereza 1218 1400x726
diego grandi/shutterstock

Santa Tereza ainda mantém algumas construções históricas do século XIX, casarões dos anos 40 e abriga pequenos museus e restaurantes famosos e deliciosos. Faz limite com Glória, Catete, Laranjeiras, Cosme velho, Botafogo e Humaitá. Se hospedar por lá pode ser uma experiência incrível!

8. Palácio Tiradentes

tiradentes 1218 1400x933
Simon Mayer/Shutterstock

O Palácio Tiradentes é um prédio bem antigo e conservado que fica no centro do Rio de Janeiro. Acredite, a visita vale muito a pena! Ele foi inaugurado em 1926 e atualmente é a casa da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.

tiradentes 1218 1400x998
Aleksandar Todorovic/Shutterstock

Antigamente ele era o prédio do Congresso Nacional Brasileiro. Em 1640 o local era um parlamento imperial e possuía uma cadeia no seu piso inferior. Por lá ficavam os presos do período colonial, onde também esteve preso, por três anos, o inconfidente Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.

9. Porto Maravilha

porto maravilha 1218 1400x1050
Ricardo Cohen/ShutterStock

O Boulevard Olímpico do Porto Maravilha, na Região Portuária, é um dos lugares mais coloridos do Rio de Janeiro. Lá fica um dos maiores grafites do mundo feitos por um artista. E só poderia ter sido assinado por ninguém mais, ninguém menos que Eduardo Kobra.

porto maravilha 1218 1400x733
Ricardo Cohen/ShutterStock

São mais de três mil metros quadrados com pinturas intituladas "Etnias", que retrata rostos que representam os 5 continentes que disputaram as Olimpíadas aqui no Brasil. O mural foi inaugurado no ano dos jogos, na mesma data em que a Tocha Olímpica chegou à cidade.

10. Ilha Fiscal

ilha fiscal 1218 1400x933
diego grandi/shutterstock

O prédio projetado pelo engenheiro Adopho José Del Vecchio e foi sede do último baile do Império. O palácio fica no interior da baía de Guanabara, fronteira com o centro histórico da cidade do Rio de Janeiro. O visual vale a pena e você pode chegar até ele pela Praça Quinze, no Centro.

ilha fiscal 1218 1400x931
Sandra Moraes/ShutterStock

O local atualmente abriga um museu histórico-cultural e é mantido pela Marinha do Brasil. O nome "Ilha Fiscal" é porque antigamente por ali funcionava o posto da Guarda Fiscal, que atendia o porto da capital do Império, no século XIX.

11. Mirante Dona Marta

santa marta 1218 1400x933
Iuliia Timofeeva/Shutterstock

Mais um lugar para ter uma vista incrível do Rio de Janeiro. O Mirante Dona Marta tem 360 metros de altura e garante vista dos pontos turísticos mais famosos da cidade como o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor, o Maracanã e a Lagoa Rodrigo de Freitas.

santa marta 1218 1400x932
Rodrigo S Coelho/ShutterStock

Vale a pena fazer o tour pela favela acompanhado de um local. Para subir lá, dá para ir de carro, a pé ou até mesmo de elevador. A trilha leva de 30 a 50 minutos, é ingrime e tem um grau de dificuldade médio. Que tal essa experiência?

12. Theatro Municipal

teatro municipal 1218 1400x933
R.M. Nunes

O Theatro Municipal do Rio de Janeiro é considerado um dos mais importantes do Brasil. Ele fica na Cinelândia, no centro da cidade, e foi inaugurado em 1909, como parte do conjunto arquitetônico de reurbanização do Rio. É um importantíssimo ponto para a cultura carioca.

teatro municipal 1218 1400x938
diego grandi/shutterstock

Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, Coro do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e Ballet do Theatro Municipal do Rio de Janeiro fazem parte do corpo artístico do teatro. Que tal assistir a uma apresentação por lá? É muito lindo e vale o investimento.

13. MAC de Niterói

mac niteroi 1218 1400x932
Leo Henck/Shutterstock

O Museu de Arte Contemporânea do Rio de janeiro fica em um dos prédios mais icônicos da cidade. Ele foi projetado pelo famoso arquiteto Oscar Niemeyer. Visitar o museu é uma das principais atrações do outro lado da ponte Rio-Niterói. O visual já fala por si só.

mac niteroi 1218 1400x933
diego grandi/shutterstock

Para chegar lá, dá também para pegar uma balsa. O caminho deixa o passeio ainda mais atraente. O museu tem um acervo de 1217 obras da Coleção João Sattamini e disponibiliza atividades educacionais de 1996, mais conhecidas como Desafios Comunicativos de Arte Contemporânea.

14. Centro Cultural Banco do Brasil

centro itau 1218 1400x893
A.Paes/ShutterStock

O Centro Cultural Banco do Brasil, também conhecido como CCBB fica na Rua Primeiro de Março, no centro do Rio de Janeiro. O prédio foi projetado por Francisco Joaquim Bethencourt da Silva em 1880. Atualmente ele reúne famosas exposições e também abriga uma livraria.

centro itau 1218 1400x932
Luiz Souza/ShutterStock

O belo prédio tem cerca de 2220 metros quadrados e tem uma sala de leitura que acomoda 100 pessoas. O local é dividido por salas, incluindo uma para coleção geral, uma de referências, uma de literatura infantojuvenil, uma de multimídia e outras salas especiais.

15. Voo de parapente

parapente 1218 1400x932
lazyllama/Shutterstock

Para os amantes de esportes radicais, fazer um voo de parapente pode ser surpreendente, principalmente porque o Rio de Janeiro tem paisagens incríveis para serem vistas do alto. É um mix de céu, mar, florestas, favelas, construções de luxo, etc.

parapente 1218 1400x1050
Rick Neves/Shutterstock

Há vários pontos de pouso e decolagem por lá, mas um dos mais bonitos e concorridos é o de São Conrado que dá para ver os Dois Irmãos, além do Cristo Redentor e da Pedra da Gávea. E aí, teria coragem? O custo é alto, mas a experiência é única e inesquecível, pode apostar.

16. Parque Lage

parque lage 1218 1400x930
Donatas Dabravolskas/ShutterStock

O Parque Lage já está caindo no gosto dos turistas que visitam o Rio de Janeiro. De fato, é um dos lugares mais lindos e gostoso de passear na cidade. É um parque público localizado no morro do Corcovado e tem uma área de 52 hectares.

parque lage 1218 1400x788
Ines Sacramento/Shutterstock

O parque foi tombado Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1957, como patrimônio histórico e cultural da cidade do Rio de Janeiro. É lá, inclusive, que fica o Instituto Belas Artes. Em 2004 ele passou a fazer parte do Parque Nacional da Tijuca.

17. Rio Scenarium

rio cenario 1218 1400x1045
SHUTTERSTOCK

Para que gosta de "curtir a night", o Rio Scenarium é o destino perfeito. A antiga casa na Lapa virou uma casa noturna com ambientes curiosos e bem decorados de forma colorida. O local mistura restaurante, com bar, pista de dança e palco para shows.

18. Escadaria Selaron

escada selaron 1218 1400x937
SHUTTERSTOCK

A Escadaria Selaron, em Santa Tereza, já foi cenário de clipes de famosos como Snoop Dog e Pharell. Apesar de ser famosa, muitos turistas excluem a visita à ela do roteiro. Para quem não sabe, Jorge Selarón vivia em uma das casas que dividem a escada e em 1990 começou a obra colocando azulejos nos degraus.

escada selaron 1218 1400x933
SHUTTERSTOCK

A escadaria fica bem próxima a outro ponto famoso do Rio de Janeiro, os Arcos da Lapa. A escadaria foi declarada como "homenagem ao povo brasileiro" pelo artista. Que tal acrescentar esse lugar que respira arte no seu roteiro na próxima vez que você for ao Rio de Janeiro?

19. Cristo Redentor (mas de trilha!)

cristo redentor 1218 1400x933
SHUTTERSTOCK

Calma! Antes que você pense que esse é um passeio famoso demais para estar nessa lista, que tal chegar no Cristo Redentor por uma trilha e não pelo famoso bondinho? Se você escolher essa opção, vai cruzar cenários incríveis e deixará a chegada até o topo ainda mais gratificante.

cristo redentor 1218 1400x925
SHUTTERSTOCK

É necessário fazer uma longa caminhada e, em alguns pontos, encarar uma escadinha que pode assustar, já que é preciso contar com o auxilio de corretes que estão presas às pedras. Além disso, é preciso cruzar os trilhos do bonde que levam os turistas pela forma tradicional até a estátua. Que tal? É diferente ou não é?

Lugares para conhecer no Brasil