explore

Mais drogas, menos crimes: segundo estudo, este é motivo da redução de crimes em NY

crime faca 1400x800 0517
Pretty Vectors/shutterstock

A cidade de Nova York é um caso bem-sucedido de combate à criminalidade. Em 35 anos, o índice de homicídios caiu aproximadamente 75% na cidade mais populosa dos Estados Unidos.

Muitos relacionam o evento à maior presença de policiais ou a políticas de redução de danos, mas um estudo da Universidade de Nova York levanta uma nova hipótese: quanto mais fácil o acesso à compra de drogas, menos crimes violentos são registrados.

Drogas e violência

O artigo “Mais drogas, menos crimes”, publicado pela revista especializada Dialectical Anthropology, relaciona a queda nos preços de cocaína, heroína e crack com a drástica redução de crimes violentos na cidade.

“Este artigo argumenta que um aumento simultâneo da oferta e a diminuição da procura de drogas ilegais levaram a uma queda no preço das drogas ilegais, o que, por sua vez, levou a uma queda da criminalidade”, afirmam os autores.

crime policia 1400x860 0517
tynyuk/Shutterstock

Viciados não roubam para comprar drogas baratas

A lógica que os autores seguiram é a de que a maior oferta de drogas, com baixa demanda de compra, leva à queda de preços. Quanto mais baixos os preços das substâncias, menos necessidade de cometer crimes têm os viciados. O estudo sustenta o argumento com as informações sobre a presença de drogas e o índice oficial de crimes registrados entre 1981 e 2007.

As evidências sugeridas pelo estudo mostram que a curva de queda dos preços das drogas coincide com a queda dos registros de crimes como roubos, assaltos e homicídios. “Isto indica que conhecer as mudanças nos preços de heroína, cocaína e crack no ano anterior pode ajudar a prever a mudança na taxa de crimes do ano seguinte”, afirma o estudo.

Um dado que ratifica a tese é o número de presidiários condenados por crimes relacionados a drogas em todo o país. De todos os presos norte-americanos, 17% foram condenados por crimes cujo objetivo era obter dinheiro para compra de drogas. Destes 17%, 30% foram condenados por crimes de subtração de propriedade, 26% por tráfico de drogas e somente 10% por crimes violentos.

droga trafico 1400x1400 0517
StockSmartStart/Shutterstock

Outras teses para a queda de crimes

As teorias mais comuns sobre o tema relacionam três fatores que levam ao crime: violência sistêmica entre traficantes; violência psicofarmacológica causada pelo uso das drogas; e, por fim, a violência cometida para financiar os custos do vício.

No caso de Nova York, foram observadas diversas ações para frear a criminalidade. As versões que justificam a queda do crime com aumento de encarceramento ou com maior presença de policiais não foram consideradas capazes de explicar o fenômeno, afirma o estudo.

“Uma possível implicação desta pesquisa é que os esforços de controle de drogas para limitar o fornecimento das substâncias e, assim, aumentar seus preços podem ser contraproducente e criminogênico”, conclui o artigo.

Drogas e criminalidade