explore

Caso Madeleine: o que se sabe até hoje sobre desaparecimento que chocou o mundo

madeilene desaparecimento agora 0517 1400x800
Handout/GettyImages

O caso do desaparecimento de Madeleine McCann ganhou mais um capítulo após treze sem notícias da menina. Um promotor da Alemanha afirmou que provavelmente ela está morta.

Segundo a agência Reuters, a afirmação foi feita após investigadores identificarem um suspeito pelo homicídio.O homem é um pedófilo de 43 anos preso por outro crime. Ele morou na região onde Madeleine foi vista pela última vez entre 1995 e 2007, data de seu desaparecimento.

O que aconteceu?

Madeleine desapareceu do quarto de um resort na Praia da Luz, em Algarve, Portugal, em 3 de maio de 2007, onde passava férias com a família. Na foto acima, ela aparece com a idade que tinha na época e, ao lado, em um desenho feito pelas autoridades em 2009, com as características que ela poderia ter na época.

Às 21h daquele dia, seus pais, os médicos ingleses Kate e Gerry McCann, saíram para jantar com amigos, deixando Madeleine com seus irmãos gêmeos no quarto. Quando Kate voltou ao quarto, por volta das 22h, a menina não estava mais na cama.

O desaparecimento de Madeleine mobilizou e chocou o mundo, e a mídia acompanhou as incansáveis buscas pela menina.

No décimo ano sem a presença da filha, os pais divulgaram uma carta no site Find Madeleine (traduzindo, Encontrar Madeleine), criado para dar e receber informações do caso, e traduziram este período de angústia como um “tempo roubado”.

Desaparecimento de Madeleine McCann

madeleine desaparecimento pequena 0517 1400x1247
Handout/Getty Images

O caso de Madeleine McCann é envolto em mistério, exposição e declarações contraditórias.

Ao perceber o sumiço da filha, que estava com mais dois irmãos no quarto do resort, os pais afirmaram que se sentiam culpados por terem deixado as crianças sozinhas e negaram participação no desaparecimento da menina.

O primeiro ano do sumiço da menina, entretanto, foi repleto de novidades e especulações, e nenhuma indicaria a solução do caso.

Uma das versões iniciais apontava que um homem teria sido visto às 21h15, próximo ao quarto de Madeleine. Em depoimento, uma amiga da família, Jane Tanner, afirmou que ele estaria lá apenas buscando sua própria filha em uma creche perto do apartamento.

Outro indício que surgiu na época: cães farejadores acharam rastros de sangue no quarto, mas ficou provado que o sangue era de um homem.

A polícia portuguesa divulga que o DNA da menina teria sido encontrado no porta-malas de um carro que a família havia alugado quase um mês depois do desaparecimento, mas essa prova foi questionada por especialistas.

Em 26 de abril de 2017, a polícia britânica Scotland Yard já havia gastado mais de 11 milhões de euros na busca de Madeleine e os recursos para as investigações se encerrariam em setembro do mesmo ano.

Há ainda uma teoria de que Madeleine poderia ter sido raptada para uma rede de tráfico humano que operava em Algarve, conforme é apresentado na série documental da Netflix "The Disappearance of Madeleine McCann" (O desaparecimento de Madeleine McCann), de 2019.

Versão dos pais e da polícia

madeleine desaparecimento pais 0517 1400x800
Dan Kitwood/Getty Images

Os pais e a polícia britânica afirmam que a menina pode ter sido capturada por algum estranho durante a estadia no local. A polícia portuguesa, por outro lado, chegou a apontar os pais como suspeitos (o que foi retirado perante a Suprema Corte) e especula que ela possa ter morrido acidentalmente (por medicamentos dados pelos responsáveis) e os pais estariam simulando um rapto para encobrir a situação.

A hipótese foi defendida pelo ex-coordenador da investigação do caso da polícia de Portugal, Gonçalo Amaral que, em 2008, publicou o livro “Maddie – a verdade da mentira”.

Naquele ano, o caso foi encerrado pelas autoridades portuguesas e britânicas. As buscas, porém, foram retomadas em 2013, com a divulgação de novos retratos falados de suspeitos.

Em 2011, a mãe de Madeleine publicou um livro com o nome da filha, com notas pessoais de seu diário.

Até hoje, os pais compram presentes de aniversário e de Natal para a filha; eles afirmam que nunca desistirão de encontrar Madeleine, pois não há indícios de que ela esteja machucada. Eles reforçam que ela “é muito vulnerável e precisa de nossa ajuda”, como destacam no site oficial do caso.

Chances de encontrar Madeleine

madeleine desaparecimento porta 0517 1400x800
Jeff J Mitchell/Getty Images

Ao site da Fox News, a ex-agente do FBI Mary Ellen O'Toole afirmou que o caso pode ser resolvido e que a passagem de tempo pode ser uma aliada nas investigações.

“Dez anos podem fazer muito para as pessoas e agora elas podem sentir que podem apresentar informações que não se sentiam confortáveis para apresentar em outro momento”, disse a especialista ao site.

Ela avalia que as provas que possam existir no resort devem ser revistas com uso de tecnologia e que funcionários do estabelecimento que trabalhavam no dia do caso precisam ser entrevistados novamente.

Segundo a BBC britânica, que esteve na região de Algarve para uma reportagem especial, a maioria dos moradores do local acredita que a menina esteja morta.

Atualizações no caso

Em junho de 2020, o promotor do estado de Braunschweig, Hans Christian Wolters, afirmou que os investigadores assumiram que a garota está morta. As polícias do Reino Unido e da Alemanha buscam mais informações sobre o suspeito do crime.

Em comunicado divulgado pelos pais de Madeleine McCann, eles afirmam que tudo o que sempre quiseram foi encontrá-la, descobrir a verdade e levar os responsáveis à Justiça.

“Nós nunca vamos perder a esperança de encontrar Madeleine viva, mas, independentemente do seja descoberto, precisamos saber assim como precisamos encontrar paz”, disseram ainda no site Find Madeleine.

Documentário sobre Madeleine na Netflix

A série documental "The Disappearance of Madeleine McCann" (O desaparecimento de Madeleine McCann), lançada em março de 2019 pela Netflix, reúne as diversas teorias sobre o sumiço da menininha.

Há entrevistas com investigadores que participaram das buscas, jornalistas que cobrem ou cobriram a história. Uma das linhas apresentadas por uma das autoridades policiais que participaram do caso é de que a menina ainda está viva.

Os pais de Madeleine não participaram da produção e, pelo site Find Madeleine, deram seu posicionamento. "Nós não vimos e ainda não vemos como este programa ajudará na busca por Madeleine e, particularmente, dada a existência de uma investigação policial ativa, isso poderia potencialmente atrapalhá-la".

Casos trágicos de repercussão mundial