glam

Bolsa eco que vira mochila dura tanto quanto couro, não molha e beneficia a natureza

bolsa eco cortica 1020 1400x800
LaFlore/Divulgação

Moderna, elegante e extremamente versátil, a Bebebark é uma bolsa atemporal de proporções clássicas que se transforma em mochila e até mesmo clutch com simples ajustes em suas alças, e ainda é feita de material que beneficia o meio ambiente.

O produto inovador chamou tanta atenção do público que superou as expectativas no site de financiamento coletivo onde foi lançada. Divulgada inicialmente com a meta de arrecadar US$ 15 mil (cerca de R$ 84 mil) em pré-vendas para ser lançada, ela recebeu mais de US$ 1 milhão (mais de R$ 5,6 milhões).

bolsa eco mochila 1020 1400x800
LaFlore/Divulgação

O acessório, desenvolvido pela empresa LaFlore, ainda é impermeável, durável e ecologicamente correto, pois em vez do couro animal, é produzido a partir de cortiça premium e sustentável.

Bolsa que vira mochila é amiga do meio ambiente

bolsa eco sustentavel 1020 1400x800
LaFlore/Divulgação

A bolsa Bebebark possui alças removíveis e ajustáveis que permitem o uso como mochila, bolsa de ombro ou ainda como clutch.

Seu fecho de latão abre 180 graus para garantir visão ampla e clara do interior em forro laranja.

bolsa eco detalhes 1020 1400x800
LaFlore/Divulgação

A peça, em processo de financiamento coletivo pela plataforma Kickstarter, ainda possui bolsos internos e divisórias projetados para organizar seus itens essenciais, além de um zíper externo oculto, na lateral, para fácil acesso ao celular.

bolsa eco aberta 1020 1400x800
Laflore/Kickstarter

Projetada para ser uma bolsa do dia para a noite, a Bebebark é feita à mão, a partir de cortiça sustentável e forro de algodão reciclado. A cortiça é tão resistente e durável quanto o couro, mas três vezes mais leve.

bolsa eco cores 1020 1400x800
LaFlore/Divulgação

Além de não utilizar couro animal, o produto ainda beneficia o meio ambiente. Isso porque a colheita da cortiça utilizada na fabricação, feita em Portugal, ocorre a cada sete a nove anos, não agride as árvores e ainda é feita com método ético que ajuda as árvores a crescer e liberar mais oxigênio.

Moda e sustentabilidade