Forever 21 pede falência e pode fechar até 350 lojas: saiba como fica situação no Brasil

fachada forever 21 0919 1400x800
Drew Angerer/Equipe/Getty Images

Forever 21 decretou o fim de uma era no mercado de fast fashion mundial na noite do último domingo (29). Por e-mail, a marca varejista de Los Angeles anunciou oficialmente que vai entrar com pedido de recuperação judicial nos EUA.

A marca sofreu com o crescimento acelerado e a mudança no estilo de consumo e já demonstrava que precisaria declarar falência para se reestruturar há alguns meses.

Falência da Forever 21

O comunicado oficial da empresa não pegou ninguém de surpresa. A varejista já vinha sofrendo com o comércio de roupas online e também com a mudança de consciência no consumo. A sustentabilidade e a importância sobre a procedência das roupas passou a pautar as compras atualmente.

Segundo o Wall Street Journal, a Forever 21 estuda fechar cerca de 350 lojas entre Europa, Ásia, Canadá e EUA. Só em seu país de origem, a marca encerrará a operação de quase 180 pontos e focará seus esforços para maximizar seus resultados.

entrada forever 21 0919 1400x933
Drew Angerer/Equipe/Getty Images

Forever 21 no Brasil

Apesar da situação da marca, a Forever 21 manterá as lojas da América Latina e México. Sendo assim, os consumidores do Brasil não serão afetados. Em carta aberta aos consumidores, a marca deixou claro que o pedido de falência não significa que estão "saindo do mercado".

Além disso, a varejista deixou claro que o funcionamento das vendas online será mantido e que ainda estuda quais serão as lojas que encerrarão as atividades.

Fast fashion