mulher

Ingrid Silva mostra a diástase quatro meses após o parto e incentiva: "Não é vergonha"

Mãe de primeira viagem, a bailarina Ingrid Silva decidiu falar sobre o corpo pós-parto. Em seu perfil no Instagram, ela mostrou a barriga com diástase e contou um pouco do que tem feito como tratamento.

Além disso, ela falou da importância de abordar o tema e os motivos que a levaram buscar uma maneira de fortalecer o abdômen.

Barriga com diástase

Na última segunda-feira (5), Ingrid Silva decidiu falar sobre o seu corpo pós-parto. Depois quarto meses do nascimento de sua filha, Laura, a bailarina gravou um vídeo após sua aula de ioga e contou que a prática faz parte de um tratamento para diástase.

"Para mulheres que não sabem, a diástase é um espaço que cria aqui no seu abdômen, porque o abdômen se expande muito e agora ele precisa voltar ao normal", explicou.

Ingrid contou que ela achava que os músculos voltariam para o lugar normalmente, mas descobriu que precisa trabalhar a região. Por isso, ela adotou uma rotina de fisioterapia de assoalho pélvico e ioga.

Além disso, ela fará um treino na academia específico para a região. "Honestamente, eu não quero trabalhar o meu assoalho pélvico e ter uma barriga de tanquinho. Esse não é o ponto. Eu quero estar com meu abdômen forte o suficiente, pronto para voltar aos passos de balé", explicou.

Segundo ela, no entanto, tudo está muito recente. Sua preparadora, inclusive, optou por uma rotina de ensaios de balé pensada para o pós-parto.

Além disso, a bailarina reforçou que cada mulher deve buscar ajuda específica, pois os exercícios podem variar.

Ingrid contou ainda que seu caso de diástase não foi severo e que seu corpo já está voltando.

A bailarina ainda pontuou sobre a importância de falar sobre o assunto. "Não é vergonha. Nem eu que danço há mais de 24 anos... Tive diástase, sim, é supernormal. (...) Muitas tem e nem sabem que têm", afirmou.

Assista ao vídeo completo:

Corpo pós-parto